[Resenha] Ilusão

16 agosto 2017



Título: Ilusão
Autora: Jas Silva
Editora: Astral Cultural
Páginas: 352
Compre: Amazon | Saraiva
Livro cedido pela editora parceira
Mariana, a caçula da tradicional e rica família Montenegro, é uma jovem obstinada e competitiva que durante anos foi uma das amazonas mais promissoras de Santa Catarina. Até que, por uma reviravolta cruel do destino, ela se viu obrigada por seus irmãos, Marcos e Isadora, a deixar toda a sua vida para trás: seus sonhos, planos para o futuro e até mesmo Henrique, o homem por quem sempre foi apaixonada. Depois de cinco anos vivendo em Portugal, Mariana fica sabendo que Henrique está noivo da última pessoa que ela poderia imaginar: sua irmã. Após essa descoberta, a jovem decide voltar ao país em uma última tentativa de conquistar o homem que ama e revelar um pequeno segredo. As coisas, porém, não saem como planejado e ela se vê envolvida em um jogo sórdido de mentiras e escândalos. Mariana é forte, mas muito impulsiva. Por sorte, ela tem ao seu lado Guilherme, um amigo de infância que sempre fez de tudo para protegê-la. Traições, segredos desvendados e descobertas inesperadas. Ilusão nos prende do começo ao fim com seus personagens intensos e cenas ardentes.

Ilusão é o primeiro livro da trilogia Os Montenegro, e trás como protagonista Mariana, a caçula dos irmãos Montenegro.

Ela sempre foi muito impulsiva, e a coisa só piorou quando se apaixonou por Henrique, melhor amigo do irmão, que sempre tenta se manter longe dela, até que um dia não consegue mais, e com medo da reação de Marcos, irmão dela, caso ele descubra o que houve, Henrique dá um jeito de reverter a situação à seu favor, e Mariana é mandada para Portugal, por tempo indeterminado, fazendo-a deixar pra trás o que mais amava na vida, as competições, ela era uma amazona muito boa.
E mesmo com todo o tempo que passou longe, ela ainda acredita que pode ter um futuro com Henrique, que é o que a leva a voltar para o Brasil poucas semanas antes do casamento dele. Com Isadora. Irmã dela.

Só que Mariana não volta sozinha, ela guardou um segredo durante muito tempo, que pode colocar sua família no meio de um escândalo.
A notícia não é bem recebida pelos seus irmãos, e a única pessoa que parece feliz em vê-la, em tê-la por perto é Guilherme, seu melhor amigo desde sempre, e apaixonado por ela.

Então à partir da volta dela é que as coisas começam a acontecer de fato, segredos revelados, dentre eles algo que pode ser muito revelador para Mariana, que sempre se sentiu rejeitada pela família.


O livro tinha tudo para me agradar bastante, ele tem uma história bacana, e alguns mistérios e segredos que a gente vai descobrindo no decorrer da trama, porém não foi bem isso que aconteceu.

Passei a maior parte da história pensando se realmente ela se passava no século XXI, devido ao machismo extremo dos personagens, que são extremamente babacas, e nem o Guilherme escapa, e olha que ele é até bem legal em vários momentos, dá bons conselhos pra Mariana, apesar de eu considerar as intenções dele um tanto egoístas.

Veja bem, o Henrique é um escroto total, e a forma que ele trata a Mariana me fazia querer entrar no livro e esganá-lo, o mesmo vale para o Marcos pela forma que trata as irmãs e outras mulherer que o cercam, e o Guilherme é aquele cara que faz a mulher trocar a roupa. Gente, eu não gosto de homem assim na vida real, e também não gosto na ficção.
Quanto ao Marcos até tenho uma teoria para o que vem por aí no livro dele, e a Isadora também (ela sempre concorda com as coisas que Marcos faz).
E a Mariana confesso que não consegui sentir lá muita empatia com ela, que não enxergava o que Guilherme sentia por ela mesmo quando ele praticamente falava na cara dela, e mesmo que não falasse, era meio óbvio, entre tantas outras atitudes dela.

Tirando a questão dos personagens que não gostei, como eu disse, a história tem um enredo bacana, sempre tinha alguma coisa acontecendo, e minha atenção ficou presa até o final.

A narrativa é em primeira pessoa, sob o ponto de vista de diversos personagens, o que nos permite saber exatamente o que se passa com cada um, e apesar de em determinado momento o excesso da palavra “maldito” ter me incomodado um pouco, a leitura fluiu super bem, terminei em uns dois dias.

Comente com o Facebook:

8 comentários

  1. Eu não ia conseguir terminar de ler esse livro. É muito machismo e realmente ele não parece se passar no século XXI. Eu até pensava que era um livro que seria como um alerta para as mulheres, mostrando como é um relacionamento abusivo, como é a romantização da violência, abrindo os olhos para o machismo... mas, não! Ele faz justamente o contrário disso. Adorei a sinceridade na resenha. A trama bem que poderia ser legal mesmo, possui um premissa bacana, mas com todas essas coisas eu prefiro nem chegar perto.

    ResponderExcluir
  2. Oi Angélica, realmente esse livro não é algo que me agrade tanto quando eu gostaria, odeio tudo que envolva tamanho machismo e que despreza a mulher, gostei muito da sua sinceridade, mas para mim não rola.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. É uma pena quando nos deparamos com uma história que tem tudo pra ser legal, mas que possui personagens machistas e o diabo a quatro. Infelizmente, eu me recuso a ler qualquer tipo de livro que expresse o machismo em qualquer forma, então vou deixar passar a dica. O que é triste, pois amo narrativas em primeira pessoa e por mostrar a perspectiva de vários personagens.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Pelo que percebi o livro é de fato uma "Ilusão"... A capa é muito bonita e pela sinopse eu não esperava por todo essa machismo. Quando pensei que Guilherme ia ser o salvador , ele entre no mesmo caminho dos outros, poxa achei bem frustrante. É bem ruim quando uma história poderia ser melhor, infelizmente não será uma leitura irei fazer. Gostei do fato da narrativa ser contada por várias perspectivas, mas passo a dica dessa vez. Beijos do Wes ^^

    ResponderExcluir
  5. Oieee
    gostei muito da premissa porém, pela sua resenha sinto que teria a mesma opinião, pois odeio essas questões de machismo, li um recentemente e queria sufocar o personagem, dessa vez passarei a dica, ficarei atenta as próximas.
    beijos
    boas leituras

    ResponderExcluir
  6. Eu gosto da capa. Até li umas resenhas positivas. Nenhuma delas falava dessa questão tão acentuada do machismo. É incrível com as pessoas têm dificuldade de reconhecer essas características em personagens.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Bah, que bom que cê fez uma resenha sincera desse livro. Vou passar longe dele. Acho que a gente já passa raiva demais com machismo na vida real pra ter de aturar isso na literatura.

    ;*

    ResponderExcluir
  8. Oi querida,
    Tudo bom?
    Depois de um belo tempo afastada da blogosfera consegui voltar e resolvi visitar meus amigos.
    Sobre sua resenha infelizmente acho que esse não é o tipo de livro que eu gostaria de ler não. Pelo que entendi tem muita coisa machista e isso me irrita "pacas". Apesar de você falar que a trama é envolvente não sei se encaro isso agora, estou com várias coisas por aqui, inclusive fiz um vídeo sobre isso lá no blog, se quiser pegar umas dicas e me fazer uma visita também ficarei feliz.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
A. Libri © Copyright 2017 ♥ Ilustração by Vexels.com ♥ Design by Kris Monneska.