[Pré-venda] Despedida de Solteira II

Olá pessoal!

Fiquei um tempo afastada daqui, quase um mês.
Estava cansada, com ressaca literária e ainda pra ajudar não estava conseguindo escrever resenha nenhuma, então achei melhor deixar o blog quietinho durante este tempo.
Mas agora estou de volta e hoje trago uma notícia bem legal, que é a pré-venda no site da Saraiva do livro Despedida de Solteira II - Caleb, da Mila Wander!

Caleb é um garoto de programa experiente que está pronto para mais um trabalho: proporcionar diversão e entretenimento numa despedida de solteira memorável. Junto com seus colegas, ele viaja para uma casa na beira da praia, onde servirá suas clientes por todo fim de semana. No entanto, tudo muda quando se depara com Amande, a noiva que parece indecisa sobre o próprio casamento e que o deixa atraído de uma maneira intensa. O que Caleb não sabe é que um simples serviço pode mudar a sua vida para sempre, principalmente quando se vê completamente apaixonado pela mulher que está prestes a se casar.
Comprando o livro na pré-venda você recebe também um marcador!

Adquira AQUI.

Confira AQUI a resenha do primeiro livro.

[Divulgação] Nunca Recebi Flores

Olá pessoal!

Passando pra apresentar um lançamento recente disponível no Amazon, o livro Nunca Recebi Flores, da autora Sandra Alves do Nascimento!


Jacinta Flores, aos trinta e seis anos, ainda mora com a mãe em uma pequena vila nordestina. Com seu coração despedaçado por traumas e decepções, não acredita mais no amor. Quando decide tentar uma nova vida, ressurge Raul, um grande amigo e, junto a ele, alguns monstros do passado. Tentando ser uma pessoa melhor, Jacinta terá que enfrentar seus medos e lutar para realizar seus sonhos. Em meio a aventuras e atrapalhadas, será que ainda dará alguma chance ao amor?

De hoje até sexta o livro estará gratuito no Amazon!


Sandra Alves do Nascimento é potiguar, nasceu em 1979. É funcionária pública, atuando como enfermeira. Em 2013, lançou um livro didático e em 2016 sua primeira história de ficção “A protetora” pela Editora Multifoco.
Em 2017 publica pela Amazon Nunca Recebi Flores.

Fique por dentro das novidades no Facebook!

Resenha: Diário de Estela, Stern & Jem

Título: Diário de Estela, Quero Minhas Asas!
Título Original: Diario de Estela: a por mis alas!
Autoras: Stern & Jem
Editora: Editora Jangada
Páginas: 232
Estela é um anjo do amor, ou melhor, pretende ser, assim que se formar no Instituto Nuvens Altas e conseguir finalmente suas preciosas asas; o que ela acredita não ser tão complicado se não fosse a sua missão: conseguir que dois humanos APS (Amigos para Sempre) se apaixonem. E para dificultar, seu tutor tem fama de ser o mais exigente e que reprova todos os alunos. Em "Diário de Estela", você irá acompanhar dia a dia a complicada missão de Estela para se tornar um anjo do amor e saber porque ela precisa tanto das suas asas.

Diário de Estela é um livro infantil bem fofo.


Narrado pela própria Estela, conta suas aventuras em busca de suas asas.
Ela é um anjo do amor, ou melhor, seu maior sonho é ser um anjo do amor, mas pra isso ela precisa passar por um teste.


Melhor aluna da turma, ela entra em pânico quando descobre que Joel, o melhor anjo do amor será seu tutor, ele parece bem legal, diferente do que ela imaginava, mas lhe dá uma tarefa que apenas um anjo conseguiu: fazer com que dois APS (Amigos Para Sempre) declarem seu amor.
Para conseguir cumprir sua tarefa e ganhar suas asas, Estela bola diversos planos mirabolantes, que acabam sempre dando errado, até que ela percebe que o amor é simples, não precisa de mil e uma armações para que ele floresça.


Normalmente eu não leria este livro por ser infantil, então ele chegou de surpresa aqui e como ando com uma ressaca das bravas, imaginei que essa leitura obviamente leve fosse me ajudar e ajudou.
É uma leitura bem gostosinha, fazia muito tempo que não lia nada infantil e a história da Estela é bem bonitinha e divertida!


O livro é capa dura, e a edição está linda, com várias ilustrações, uma fonte de tamanho bom. Acredito que as crianças irão gostar bastante!



Resenha: Muito Amor Por Favor

Título: Muito Amor por Favor
Autores: Arthur Aguiar, Frederico Elboni, Matheus Rocha e Ique Carvalho
Páginas: 240
Editora: Editora Sextante
Compre: Amazon | Saraiva
Livro cedido pela editora
Este livro reúne textos que mostram o amor do ponto de vista de quatro jovens que escrevem sobre relacionamentos legítimos e atuais, que souberam se reinventar. Sem medo de expressar seus sentimentos, deixam para trás estereótipos já obsoletos – como o controlador machista ou o piegas choroso – e falam sobre viver a dois e sobre a natureza das relações em todos os seus aspectos. Assim, cada autor reflete sobre o amor representado por um elemento: Arthur Aguiar escreve que “O amor é água”, dizendo que ele é fluido, mas por vezes gelado; ora tempestade, ora profundo. Fred Elboni explica que “O amor é ar”, mostrando a leveza de se amar sem sofrer, da brisa que envolve os apaixonados, mas que por vezes torna-se furacão. Ique Carvalho se debruça sobre quando “O amor é fogo”, que arde, aquece a alma, mas que também pode incendiar até doer. E Matheus Rocha conta que “O amor é terra”, estável, tranquilo, mas que não escapa dos terremotos da vida, que tiram tudo do lugar para que a rotina não o extermine. Um livro apaixonante, para quem ama e para quem quer amar um dia... e sempre.
- O Amor É ÁguaArthur Aguiar escreve sobre o amor quando ele é como a água: pode ser agradavelmente quente ou ferir se ficar gelado e rígido. Por vezes é tempestade, por vezes, calmaria. Mas quando é fluido, torna-se profundo e amolda-se a tudo.- O Amor É ArFrederico Elboni fala sobre o amor ar, aquele que é leve, que eleva, faz flutuar. Mostra como é amar sem peso, sem amarras. Mesmo quando vem um vendaval, logo volta a ser a brisa, envolvendo os apaixonados com carinho e cuidado.
- O Amor É FogoIque Carvalho escreve sobre o amor quando ele é fogo, que arde, arrebata, aquece a alma, mas às vezes incendeia até doer. Pode se manter como brasa por muito tempo, aguardando a chance de ser chama de novo, ou até renascer das cinzas- O Amor É TerraMatheus Rocha fala sobre do amor do tipo terra, aquele estável, certo, que traz segurança, mas que pode, de vez em quando, provocar terremotos que abalam estruturas, tiram tudo do lugar e viram a rotina de ponta-cabeça.

Muito Amor Por Favor é um livro lindo que reúne textos de Ique Carvalho, Matheus Rocha, Arthur Aguiar e Frederico Elboni.


Cada um representa um elemento.

Ique é fogo.

Matheus é terra.

Arthur água.

Fred é ar.

São textos curtos que falam sobre o amor.
Textos que nos deixam com um sorriso nos lábios e o coração aquecido.

Eu amo ler sobre o amor, não é à toa que sou viciada em romances.

Gostei bastante de todos, mas o destaque vai para fogo e ar.

Nunca tinha lido nenhum texto do Ique, sério gente, não sei em que mundo que vivo que não conheço as pessoas hahaha!
Ele fala bastante sobre o pai que já faleceu e fala de uma forma tão carinhos e é lindo.
Porque amor não só entre casais.
Me identifiquei muito com os textos dele. Um em especial, O que Arde Dentro de Mim parece ter sido inspirado em algo que vivo.
Amei a forma que ele escreve.

E os do Fred são uma delicinha de se ler. Me identifiquei bastante com vários dos textos dele.

O livro todo é uma graça.
A capa é linda, a diagramação está linda, e só posso dizer que este livro é puro amor.

Como a escritas dos meninos são leves e bem fluídas foi uma leitura super rápida!

Eu finalmente percebi que, se quero ser feliz,
tenho que me libertar de tudo o que não preciso.
Ique Carvalho
Já precisei matar muitos sentimentos pra continuar vivo.
Matheus Rocha
Antes de alguém gostar de você, você tem que gostar de quem você é!
Arthur Aguiar
Que seja triste, louco ou paradisíaco, mas correspondido. Que eu saiba sentir todos os sentimentos do cardápio, mas que, por favor, seja recíproco.
Frederio Elboni

Chesapeake Shores

Olá pessoal!

Quase não falo sobre séries aqui por alguns motivos, e entre eles o fato de que nunca sei exatamente como falar sem soltar milhares de spoilers e nos últimos tempos mal estava assistindo séries diferentes, apenas as da DC que passam na Warner, então resolvi aproveitar melhor a assinatura da Netflix pra assistir no aplicativo enquanto faço outras coisas, senão não conseguiria mesmo.

Esses dias vi uma série com o Jesse Metcalfe, sou apaixonada por ele desde Todas Contra John, e então comecei assistir.
A série é Chesapeake Shores, e imaginem a minha surpresa ao perceber que a série é maravilhosa. Não deu outra. Maratonei.


A série gira em torno da família O'Brien, principalmente da filha mais velha. Abby.
Conta com 9 episódios, sendo que o piloto é dividido em duas partes e é original do canal Hallmark, mas a primeira temporada está completa na Netflix.

Os pais de Abby se separaram quando ela estava no último ano do ensino médio. Sua mãe foi embora de casa, para outra cidade e a deixou com seus 4 irmãos mais novos pra viverem com o pai e a avó paterna.
Anos depois ela é uma executiva bem sucedida, está divorciada e tem duas filhas lindas.
Quando Jess, a caçula da família lira pra Abby pedindo ajuda, não lhe resta outra opção a não ser ir para a pequena Chesapeake Shores, uma cidade no litoral, onde ela cresceu.

Essa volta pra casa faz Abby repensar muita coisa da sua vida, a forma como apesar de proporcionar tudo para as filhas o mais importante ela não faz, que é estar presente na rotina delas, como ela está fazendo o mesmo que seus pais fizeram: negligenciar os filhos em prol do trabalho.

Algumas coisas acontecem e acabam reunindo toda a família.
Todos irão passar por muitas reflexões e aprender a lidar com os problemas de família.

Abby também reencontra Trace, seu amor do passado que ela deixou quando foi pra Nova Yorque, e esse reencontro mexe muito com os dois.

Uma história de reencontros, segundas chances, amor e família. Chesapeake Shores foi uma das melhores séries que já assisti na vida e sem dúvidas a melhor que assisti esse ano.

O elenco está maravilhoso com o lindo do Jesse interpretando um músico que deixou tudo pra trás quando algo aconteceu (spoiler grande se eu contar), e a Meghan Ory como Abby. Essa mulher é linda demais minha gente!

A segunda temporada deve sair em julho / agosto, mas estou super ansiosa pois ficaram alguma coisas pendentes para a próxima temporada e preciso demais saber o que vai acontecer!!

A série é uma adaptação se uma série de livros homônima da Sherryl Woods, procurei mas pelo jeito ainda não foi publicada aqui no Brasil, espero que seja em breve pois quero muito ler!



Resenha: Salva Por um Cavalheiro, Stephanie Laurens

Título: Salva Por um Cavalheiro
Título Original: In Pursuit of Eliza Cynster
Autora: Stephanie Laurens
Editora: Harper Collins Brasil
Páginas: 352
Compre: Amazon | Saraiva
Livro cedido pela editora
Londres, 1829.Impetuosamente sequestrada do baile de noivado de sua irmã Heather Cynster com o Visconde Breckenridge, Eliza desperta em um coche estranho a caminho de Edimburgo… Após passar 3 dias e 3 noites sedada, ela fará de tudo para escapar — nem que precise fingir estar desacordada para enganar seus algozes ao longo do percurso.
Enquanto percorre os prados escoceses pensando em pergaminhos a serem decifrados e em uma esposa com quem possa compartilhar a vida, o erudito Jeremy Carling é pego de surpresa ao ver uma mulher gritando desesperada de dentro de um coche. Parecia alguma conhecida… Alguém a quem fora apresentado em um salão londrino… Mais precisamente… Eliza Cynster!Apesar de não ser nenhum herói, e sim um especialista em hieróglifos de grande prestígio, seu código de cavalheiro jamais permitiria ignorar uma dama aflita! Mas o perigo os espreita sorrateiramente na forma de um lorde misterioso que insiste em se apoderar de uma das irmãs Cynster. Um confronto à beira do penhasco colocaria um ponto final aos ardis do vilão oculto? Ou seria o momento certo para Eliza e Jeremy ousarem assumir um amor que nasceu em meio a tantos percalços?
Em “Salva Por Um Cavalheiro”, Stephanie Laurens presenteia seus leitores com a apaixonante história de Eliza, a segunda irmã Cynster, e Jeremy. Ao longo das estradas, vales e montanhas que ligam Edimburgo a Londres, a autora desenvolve uma narrativa audaciosa com personagens sedutores em uma trama de mistério capaz de prender a atenção até a última página.

Após o sequestro de sua irmã Heather, que foi resgatada pelo agora seu noivo, Visconde Breckenridge, Eliza Cynster está sob vigilância contante, pois o perigo ainda ronda as irmãs Cynster.

Agora já sabemos que quem está por trás do sequestro é um misterioso aristocrata escocês, e sabemos a motivação dele, que por algum motivo sua mãe quer que ele sequestre uma das meninas Cynster e o está chantageando, e ele corre o risco de perder suas terras, e não terá como proteger seu povo.
Já o porquê da mãe dele fazer isso ainda permanece um mistério, que creio que será revelado somente no terceiro livro.

Como falhou ao sequestrar Heather, ele contrata uma nova pessoa para raptar Eliza.
Victor Scrope é conhecido por nunca ter falhado em nenhum trabalho e não ter escrúpulos, e é claro que ele não falha ao sequestrar Eliza embaixo do nariz de toda sua família, no baile de noivado de Heather.

Para garantir que ela não tente escapar apesar de ter uma história que invalidaria qualquer pedido de socorro que ela viesse tentar, Scrope a mantém dopada a maior parte da viagem, porém em certo momento ela vê uma pequena chance de conseguir ajuda, que é quando vê um cavalheiro cruzando o coche dos sequestradores em sua charrete, e faz o possível para chamar sua atenção.

O cavalheiro em questão é Jeremy Carling, um erudito distraído, que apesar de não ser um aventureiro, e mesmo sem um plano dá meia volta para tentar resgatar Eliza.

Jeremy com ajuda de alguns amigos de Edimburgo e um plano ousado, conseguem resgatar Eliza, mas as coisas não saem exatamente como ele esperava, logo, os dois precisam pensar rápido para escapar de seus perseguidores, o aristocrata e depois Scrope.

Mas o aristocrata não quer o mal de Eliza, está seguindo-os para garantir que ela não está em perigo, afinal ele não sabe quem é Jeremy, e quer analisar o tipo de relacionamento que ele tem com Eliza.

E durante essa fuga, Jeremy e Eliza tem a chance de se conhecer e ver quem o outro é realmente, e um sentimento nasce entre os dois. E mais que apenas um conhecer o outro, cada um passa por uma fase de autoconhecimento, testando seus próprios limites e se surpreendendo com a coragem e força que possuem.
E Eliza que estava em busca de seu herói, o encontra na pessoa mais improvável.


Salva Por um Cavalheiro é definitivamente melhor que o primeiro livro (que gostei bastante). Diferente do outro que foi mais parado, este sempre tem alguma coisa acontecendo, e a expectativa para o que vem depois, e mais pro final do livro a perseguição chega num ponto que fica impossível parar de ler até saber o que acontece.

Jeremy e Eliza são muito inteligentes e trabalham muito bem juntos, o que só faz crescer a admiração que um tem pelo outro.

E o aristocrata se faz mais presente, e apesar dele ser o mandante do sequestro das meninas, é impossível não gostar dele e torcer para que tudo dê certo pra ele.

Salva Por um Cavalheiro é um livro que prende totalmente e um dos melhores romances de época que já li, e dá pra notar uma evolução comparado ao primeiro livro, a autora fez um ótimo trabalho!
E apesar de basicamente ter repetido a fórmula do primeiro livro, temos algo totalmente novo.

A história é narrada em terceira pessoa e abrange o ponto de vista até dos capangas de Scrope, claro que o foco são Eliza e Jeremy e também o aristocrata, que o destino dele ficou com uma interrogação no final da história.


Já tenho uma ideia do que irá acontecer no próximo livro, em que a protagonista será Angélica Cynster, a mais nova das irmãs e de personalidade mais forte também, e espero que esteja certa!!
— Você está de acordo com isso?
Ele estava perguntando se ela estava feliz em passar mais uma noite na estrada, sozinhos. Ela sorriu.
— Estou. Totalmente satisfeita. — E estava mesmo.


Lançamentos de Abril: Editora Rocco

Olá pessoal!

Passando aqui pra mostrar pra vocês os lançamentos de abril da Editora Rocco!
Bora conferir?



Será que Mozart foi assassinado por Salieri? Tchaikovsky morreu de cólera ou envenenamento? Chopin morreu mesmo tuberculoso? E Beethoven, foi vítima do alcoolismo? A resposta, ou, pelo menos, algumas hipóteses plausíveis para essas perguntas estão em Melodia mortal, estreia na ficção adulta de um dos maiores autores para o público juvenil do país. Escrito a quatro mãos por Pedro Bandeira com o médico Guido Carlos Levi, o livro examina, à luz dos conhecimentos da medicina contemporânea, os indícios possíveis sobre as mortes polêmicas de alguns grandes compositores da música clássica. E quem conduz a investigação é ninguém menos que Sherlock Holmes, auxiliado pelo seu fiel escudeiro, o doutor John H. Watson, que narra as aventuras do detetive na empreitada. Talvez não seja possível, tanto tempo depois, elucidar a causa dessas mortes que a medicina da época não foi capaz de precisar, mas a diversão é garantida neste romance cheio de teorias científicas e enigmas que formam um intricado quebra-cabeça, na tradição da melhor literatura policial.

A de amídala. B de boca. C de cabeça. Todas as partes do corpo carregam histórias e são essas histórias que ajudam Ivo, protagonista de Eu e você de A a Z, a manter seus pensamentos em ordem. Elogiado por veículos como The Times e Observer, o britânico James Hannah apresenta em sua estreia literária uma obra original, provocativa, sensível e divertida sobre caos interior e mortalidade. Aos 40 anos, Ivo sofre de uma insuficiência renal grave e espera a morte após uma (curta) vida de excessos. Para aliviar a dor e o turbilhão mental do paciente, a enfermeira Sheila sugere um jogo: percorrer o alfabeto, pensar em uma parte do corpo para cada letra e em uma breve história sobre cada uma delas. Por meio desse jogo ora sofrido, ora divertido, Ivo revê seu passado e reflete sobre desejos, relacionamentos, escolhas e todos os momentos que mudaram sua vida para sempre, sejam eles bons ou maus.


A Lição de Anatomia do Doutor Tulp, um dos quadros mais conhecidos de Rembrandt, é a inspiração para o romance histórico de Nina Siegal, especialista em Belas-Artes com textos publicados em veículos como The New York Times, Bloomberg News e outros. Fruto de uma encomenda da Guilda dos Cirurgiões de Amsterdã, o quadro representa a dissecação do corpo de um ladrão condenado à morte. No romance, a autora acompanha vários personagens direta ou indiretamente envolvidos na cena, entre eles a mulher do condenado; um colecionador que também trabalha na obtenção de cadáveres para dissecações; o filósofo René Descartes; o próprio Rembrandt, que, aos 26 anos de idade, sente um leve constrangimento diante da encomenda; e ainda uma historiadora de arte que estuda o quadro em pleno século XXI. Mesclando personagens e fatos reais a uma trama fictícia, a autora constrói um romance histórico fascinante sobre o processo de criação de uma das pinturas mais importantes da história e os desdobramentos do renascimento cultural na Europa do século XVII.

Quando tudo parecia caminhar bem, um atraso para um encontro muda a vida de Nora Kane para sempre. Seu melhor amigo, Chris, está morto; a namorada dele, Adriane, em estado catatônico; e Max, o príncipe encantado de Nora, desaparecido. Mas o que parecia um pesadelo ruim o suficiente, fica ainda pior quando Max se torna o principal suspeito do crime. Desesperada para provar a inocência do namorado, a jovem, que trabalha num projeto de pesquisa traduzindo antigos manuscritos do latim, segue a trilha de sangue sem se importar com o destino final. E ele vai levá-la dos Estados Unidos à histórica Praga, e ao centro de um enigma que inclui uma teia obscura de sociedades secretas movidas pela ambição de encontrar a Lumen Dei, uma misteriosa máquina que contém a receita para o conhecimento supremo e para a comunhão com o divino, e que estaria enterrada num manuscrito de centenas de anos.

Outros lançamentos:

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.