Resenha: Prodigy, Marie Lu

31 janeiro 2017



Título: Prodigy #Trilogia Legend, livro 2
Título Original: Prodigy - A Legend Novel
Autora: Marie Lu
Editora: Rocco Joveno Jovens Leitores
Compre: Amazon | Saraiva | Submarino
Considerada pelo público e pela crítica internacional uma das melhores sagas de distopia já publicadas, a trilogia Legend, da chinesa radicada nos EUA Marie Lu, conquistou leitores de diversas partes do mundo ao acompanhar o romance improvável entre dois jovens de origens distintas numa realidade opressora. Depois de descobrir, no primeiro livro da série, as medidas extremas que o governo da República é capaz de adotar para proteger alguns segredos, no segundo volume da saga, Prodigy, June e Day assumem a tarefa de assassinar o novo líder político da nação. Mas será que este é o melhor caminho de levar a cabo uma revolução e dar voz ao povo da República?
Prodigy é o segundo livro da trilogia Legend.

O mundo passou por catástrofes naturais, causando grandes inundações, entre outras coisas.
As grandes potências do mundo são África e Antártida.
Os EUA não existe mais como é hoje, está dividido entre a República e as Colônias, que estão em guerra, e no centro de tudo estão June e Day.


O livro se inicia no ponto exato em que Legend termina, com June e Day em um trem, fugindo para Las Vegas.
Ambos estão feridos, física e emocionalmente, e esperam poder contar com a ajuda dos Patriotas (grupo rebelde que quer restaurar os Estados Unidos).

Day que sempre esteve à margem da guerra, vê  com os Patriotas uma chance de vingar sua família e mais importante: tentar encontrar Éden, seu irmão mais novo que foi capturado pela república.


Os Patriotas tem a intenção de usar Day como um trunfo contra a república, já que ele é considerado uma espécie de herói para a população.

June por sua vez, como sempre muito centrada e pensando friamente, se questiona à respeito dos planos dos Patriotas por vários ângulos.


Descobertas são feitas sobre Metias (irmão da June), sobre a verdade por trás da divisão dos Estados Unidos, que se perdeu ao longo dos anos.
A lealdade de todos são colocadas à prova e chega a dar agonia não saber quem é mocinho quem é vilão em meio a tudo o que acontece.
O Day é muito verdadeiro, nunca agiu por ninguém, apenas por si mesmo, sua família e Tess, sua amiga.
Já a June está numa realidade muito diferente, pois era a menina dos olhos da República e toda hora chega aquele momento que a gente pensa que ela vai mudar de lado.


O foco do livro não é o romance, apesar de ter alguns momentos.
Day e June apesar das diferenças tem uma conexão muito forte, criada através da dor talvez, ou cumplicidade, o fato é que ela existe e eu shippo demais esses dois.

O livro é marcado por momentos de tensão, sempre tem algo acontecendo e aguçando a curiosidade sobre o que está por vir nas próximas páginas e é praticamente impossível parar de ler!


A narrativa é em primeira pessoa e intercala os pontos de vista de Day e June, e é bem legal que até a fonte é diferente para os dois.


A diagramação do livro é bem linda também, tem mapa, tem esses detalhes nas folhas e as marcações de local, horário onde eles estão, é bem legal, senti como se estivesse assistindo um filme, sabe aqueles que as letras vão aparecendo na tela com a localização?


Mas, desta vez, fico firme. Estou cansado de fugir.



Comente com o Facebook:

17 comentários

  1. Acho a capa de ambos os livros lindas. Mas nunca li, acredito que ate poderia gostar, livros que tem tensão e deixam a gente curioso com a próxima página me prendem muito.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Já faz um tempão que eu quero ler esta série.
    Sou super fã de distopias e esta sendo tão aclamada não pode faltar nas minhas leituras.
    Acho engraçado o nome dos personagens principais June e Day, hehe
    Será que tem alguma explicação sobre isto no livro? Fiquei curiosa.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  3. Eu conheço a trilogia, mas não comecei a ler ainda. Pelo que você mostrou a diagramação é muito bonita mesma, sem falar da capa que adoro. Mas bom mesmo é ver que o enredo é tão bom quanto.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha, Angel.
    Eu ainda não li nada dessa série mas é porque eu não gosto desse gênero, mas agora eu fiquei curiosa. Aliás, desde que você falou dela a primeira vez.

    ResponderExcluir
  5. Angélica, você precisa parar de fazer resenha de livros legais porque a minha lista de livros para ler esse ano tá passando de 90 e isso é culpa sua!!!! socorro mulher! assim tu vai me falir kkkkkkkk faz tempos que estou curiosa sobre Legend. você só me deixou com mais vontade de conhecer. adoro esse gênero literário e faz tempo que não leio uma boa história assim. Mais uma série que você me deixa doida para comprar! socorro meu Deus kkkkkkkk
    beijos, isa

    ResponderExcluir
  6. Nossa! Legal seu site, blog, estilo, formato de tudo! super show mesmo! Realmente seu trabalho é top e digno de ser reconhecido cada vez mais! Com que frequência você posta artigos? Tem canal no Youtube também? Ahh e se não estiver participando do evento la no Melhor Amiga, eu recomendo viu? Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Oiii Angélica, tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse, não sou chegada muito nessa trilogia, mas sua resenha ficou demais como sempre linda!
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  8. Oie
    Já vi algumas resenhas sobre os livros dessa série e nunca me interessei... talvez seja o enredo que não me agradou muito. ´Talvez também seja o fato de ter lido algumas trilogias distópicas como Jogos Vorazes e O teste.
    Enfim, por enquanto, vou passar a dica.
    Bjo

    ResponderExcluir
  9. OI!

    Ando muito interessada nesses livros, não sei se a estória, a capa ou mesmo as resenhas. Entretanto essa distopia me atrai e cativa. Enfim, estou ansiosa para conferir a narrativa e vê se a autora na minha concepção será tão aclamada quanto eu vejo por aí. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Apesar de saber que a saga foi considerada uma das melhores, não consegui me interessar pelo enredo. Sua resenha está ótima, bem escrita e ilustrada, parabéns!

    Bjos.

    ResponderExcluir
  11. Eu quero tanto conferir essa trilogia! \o/
    Li sua resenha empolgadíssima e terminei ainda mais animada para conferia história. Já conheço a premissa do primeiro livro de tantas resenhas que eu li!

    ResponderExcluir
  12. Olá! É tão legal quando lemos um livro imaginando como seria essa história transformada para as telas do cinema. A temática é bastante interessante e envolve o leitor. Espero também ter a oportunidade de ler em breve, bjooo

    ResponderExcluir
  13. EU AMO A MARIE LU!!!! Quase morri quando ela me seguiu no Twitter kk Na minha opinião esse é o melhor livro da trilogia.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Já ouvi falar dessa série mas não li... Até que a premissa é interessante, o que me chateia um louco e que sempre tem romance nessas tramas, msm que dessa vez não seja o foco... Acho que dá pra trabalhar bem um enredo sem colocar amor no meio hahahah
    Bjs...

    ResponderExcluir
  15. Oii!
    Sempre quis ler essa série, mas ainda não tive oportunidade. Acho a premissa interessante e gostei da tua resenha. Espero ler em breve.
    A diagramação é linda mesmo, parabéns pelas fotos!
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Por mais incrível que pareça esse foi a única resenha dessa trilogia que me fez ter vontade de ler hahahah e já li várias outras de quando o livro tava suuuper em alta. Adoro distopias, mas essa sempre me pareceu adolescente demais (e acabou que Divergente é que era). Acho que foi o formato da sua resenha. Bem legal.

    ResponderExcluir
  17. Olá, preciso ler essa trilogia logo, já faz tempo que venho acompanhando ótimas críticas a respeito. Adorei sua resenha...

    Abraços

    ResponderExcluir

 
A. Libri © Copyright 2017 ♥ Ilustração by Vexels.com ♥ Design by Kris Monneska.