Resenha: Diário de Estela, Stern & Jem

Título: Diário de Estela, Quero Minhas Asas!
Título Original: Diario de Estela: a por mis alas!
Autoras: Stern & Jem
Editora: Editora Jangada
Páginas: 232
Estela é um anjo do amor, ou melhor, pretende ser, assim que se formar no Instituto Nuvens Altas e conseguir finalmente suas preciosas asas; o que ela acredita não ser tão complicado se não fosse a sua missão: conseguir que dois humanos APS (Amigos para Sempre) se apaixonem. E para dificultar, seu tutor tem fama de ser o mais exigente e que reprova todos os alunos. Em "Diário de Estela", você irá acompanhar dia a dia a complicada missão de Estela para se tornar um anjo do amor e saber porque ela precisa tanto das suas asas.

Diário de Estela é um livro infantil bem fofo.


Narrado pela própria Estela, conta suas aventuras em busca de suas asas.
Ela é um anjo do amor, ou melhor, seu maior sonho é ser um anjo do amor, mas pra isso ela precisa passar por um teste.


Melhor aluna da turma, ela entra em pânico quando descobre que Joel, o melhor anjo do amor será seu tutor, ele parece bem legal, diferente do que ela imaginava, mas lhe dá uma tarefa que apenas um anjo conseguiu: fazer com que dois APS (Amigos Para Sempre) declarem seu amor.
Para conseguir cumprir sua tarefa e ganhar suas asas, Estela bola diversos planos mirabolantes, que acabam sempre dando errado, até que ela percebe que o amor é simples, não precisa de mil e uma armações para que ele floresça.


Normalmente eu não leria este livro por ser infantil, então ele chegou de surpresa aqui e como ando com uma ressaca das bravas, imaginei que essa leitura obviamente leve fosse me ajudar e ajudou.
É uma leitura bem gostosinha, fazia muito tempo que não lia nada infantil e a história da Estela é bem bonitinha e divertida!


O livro é capa dura, e a edição está linda, com várias ilustrações, uma fonte de tamanho bom. Acredito que as crianças irão gostar bastante!



Resenha: Muito Amor Por Favor

Título: Muito Amor por Favor
Autores: Arthur Aguiar, Frederico Elboni, Matheus Rocha e Ique Carvalho
Páginas: 240
Editora: Editora Sextante
Compre: Amazon | Saraiva
Livro cedido pela editora
Este livro reúne textos que mostram o amor do ponto de vista de quatro jovens que escrevem sobre relacionamentos legítimos e atuais, que souberam se reinventar. Sem medo de expressar seus sentimentos, deixam para trás estereótipos já obsoletos – como o controlador machista ou o piegas choroso – e falam sobre viver a dois e sobre a natureza das relações em todos os seus aspectos. Assim, cada autor reflete sobre o amor representado por um elemento: Arthur Aguiar escreve que “O amor é água”, dizendo que ele é fluido, mas por vezes gelado; ora tempestade, ora profundo. Fred Elboni explica que “O amor é ar”, mostrando a leveza de se amar sem sofrer, da brisa que envolve os apaixonados, mas que por vezes torna-se furacão. Ique Carvalho se debruça sobre quando “O amor é fogo”, que arde, aquece a alma, mas que também pode incendiar até doer. E Matheus Rocha conta que “O amor é terra”, estável, tranquilo, mas que não escapa dos terremotos da vida, que tiram tudo do lugar para que a rotina não o extermine. Um livro apaixonante, para quem ama e para quem quer amar um dia... e sempre.
- O Amor É ÁguaArthur Aguiar escreve sobre o amor quando ele é como a água: pode ser agradavelmente quente ou ferir se ficar gelado e rígido. Por vezes é tempestade, por vezes, calmaria. Mas quando é fluido, torna-se profundo e amolda-se a tudo.- O Amor É ArFrederico Elboni fala sobre o amor ar, aquele que é leve, que eleva, faz flutuar. Mostra como é amar sem peso, sem amarras. Mesmo quando vem um vendaval, logo volta a ser a brisa, envolvendo os apaixonados com carinho e cuidado.
- O Amor É FogoIque Carvalho escreve sobre o amor quando ele é fogo, que arde, arrebata, aquece a alma, mas às vezes incendeia até doer. Pode se manter como brasa por muito tempo, aguardando a chance de ser chama de novo, ou até renascer das cinzas- O Amor É TerraMatheus Rocha fala sobre do amor do tipo terra, aquele estável, certo, que traz segurança, mas que pode, de vez em quando, provocar terremotos que abalam estruturas, tiram tudo do lugar e viram a rotina de ponta-cabeça.

Muito Amor Por Favor é um livro lindo que reúne textos de Ique Carvalho, Matheus Rocha, Arthur Aguiar e Frederico Elboni.


Cada um representa um elemento.

Ique é fogo.

Matheus é terra.

Arthur água.

Fred é ar.

São textos curtos que falam sobre o amor.
Textos que nos deixam com um sorriso nos lábios e o coração aquecido.

Eu amo ler sobre o amor, não é à toa que sou viciada em romances.

Gostei bastante de todos, mas o destaque vai para fogo e ar.

Nunca tinha lido nenhum texto do Ique, sério gente, não sei em que mundo que vivo que não conheço as pessoas hahaha!
Ele fala bastante sobre o pai que já faleceu e fala de uma forma tão carinhos e é lindo.
Porque amor não só entre casais.
Me identifiquei muito com os textos dele. Um em especial, O que Arde Dentro de Mim parece ter sido inspirado em algo que vivo.
Amei a forma que ele escreve.

E os do Fred são uma delicinha de se ler. Me identifiquei bastante com vários dos textos dele.

O livro todo é uma graça.
A capa é linda, a diagramação está linda, e só posso dizer que este livro é puro amor.

Como a escritas dos meninos são leves e bem fluídas foi uma leitura super rápida!

Eu finalmente percebi que, se quero ser feliz,
tenho que me libertar de tudo o que não preciso.
Ique Carvalho
Já precisei matar muitos sentimentos pra continuar vivo.
Matheus Rocha
Antes de alguém gostar de você, você tem que gostar de quem você é!
Arthur Aguiar
Que seja triste, louco ou paradisíaco, mas correspondido. Que eu saiba sentir todos os sentimentos do cardápio, mas que, por favor, seja recíproco.
Frederio Elboni

Chesapeake Shores

Olá pessoal!

Quase não falo sobre séries aqui por alguns motivos, e entre eles o fato de que nunca sei exatamente como falar sem soltar milhares de spoilers e nos últimos tempos mal estava assistindo séries diferentes, apenas as da DC que passam na Warner, então resolvi aproveitar melhor a assinatura da Netflix pra assistir no aplicativo enquanto faço outras coisas, senão não conseguiria mesmo.

Esses dias vi uma série com o Jesse Metcalfe, sou apaixonada por ele desde Todas Contra John, e então comecei assistir.
A série é Chesapeake Shores, e imaginem a minha surpresa ao perceber que a série é maravilhosa. Não deu outra. Maratonei.


A série gira em torno da família O'Brien, principalmente da filha mais velha. Abby.
Conta com 9 episódios, sendo que o piloto é dividido em duas partes e é original do canal Hallmark, mas a primeira temporada está completa na Netflix.

Os pais de Abby se separaram quando ela estava no último ano do ensino médio. Sua mãe foi embora de casa, para outra cidade e a deixou com seus 4 irmãos mais novos pra viverem com o pai e a avó paterna.
Anos depois ela é uma executiva bem sucedida, está divorciada e tem duas filhas lindas.
Quando Jess, a caçula da família lira pra Abby pedindo ajuda, não lhe resta outra opção a não ser ir para a pequena Chesapeake Shores, uma cidade no litoral, onde ela cresceu.

Essa volta pra casa faz Abby repensar muita coisa da sua vida, a forma como apesar de proporcionar tudo para as filhas o mais importante ela não faz, que é estar presente na rotina delas, como ela está fazendo o mesmo que seus pais fizeram: negligenciar os filhos em prol do trabalho.

Algumas coisas acontecem e acabam reunindo toda a família.
Todos irão passar por muitas reflexões e aprender a lidar com os problemas de família.

Abby também reencontra Trace, seu amor do passado que ela deixou quando foi pra Nova Yorque, e esse reencontro mexe muito com os dois.

Uma história de reencontros, segundas chances, amor e família. Chesapeake Shores foi uma das melhores séries que já assisti na vida e sem dúvidas a melhor que assisti esse ano.

O elenco está maravilhoso com o lindo do Jesse interpretando um músico que deixou tudo pra trás quando algo aconteceu (spoiler grande se eu contar), e a Meghan Ory como Abby. Essa mulher é linda demais minha gente!

A segunda temporada deve sair em julho / agosto, mas estou super ansiosa pois ficaram alguma coisas pendentes para a próxima temporada e preciso demais saber o que vai acontecer!!

A série é uma adaptação se uma série de livros homônima da Sherryl Woods, procurei mas pelo jeito ainda não foi publicada aqui no Brasil, espero que seja em breve pois quero muito ler!



Resenha: Salva Por um Cavalheiro, Stephanie Laurens

Título: Salva Por um Cavalheiro
Título Original: In Pursuit of Eliza Cynster
Autora: Stephanie Laurens
Editora: Harper Collins Brasil
Páginas: 352
Compre: Amazon | Saraiva
Livro cedido pela editora
Londres, 1829.Impetuosamente sequestrada do baile de noivado de sua irmã Heather Cynster com o Visconde Breckenridge, Eliza desperta em um coche estranho a caminho de Edimburgo… Após passar 3 dias e 3 noites sedada, ela fará de tudo para escapar — nem que precise fingir estar desacordada para enganar seus algozes ao longo do percurso.
Enquanto percorre os prados escoceses pensando em pergaminhos a serem decifrados e em uma esposa com quem possa compartilhar a vida, o erudito Jeremy Carling é pego de surpresa ao ver uma mulher gritando desesperada de dentro de um coche. Parecia alguma conhecida… Alguém a quem fora apresentado em um salão londrino… Mais precisamente… Eliza Cynster!Apesar de não ser nenhum herói, e sim um especialista em hieróglifos de grande prestígio, seu código de cavalheiro jamais permitiria ignorar uma dama aflita! Mas o perigo os espreita sorrateiramente na forma de um lorde misterioso que insiste em se apoderar de uma das irmãs Cynster. Um confronto à beira do penhasco colocaria um ponto final aos ardis do vilão oculto? Ou seria o momento certo para Eliza e Jeremy ousarem assumir um amor que nasceu em meio a tantos percalços?
Em “Salva Por Um Cavalheiro”, Stephanie Laurens presenteia seus leitores com a apaixonante história de Eliza, a segunda irmã Cynster, e Jeremy. Ao longo das estradas, vales e montanhas que ligam Edimburgo a Londres, a autora desenvolve uma narrativa audaciosa com personagens sedutores em uma trama de mistério capaz de prender a atenção até a última página.

Após o sequestro de sua irmã Heather, que foi resgatada pelo agora seu noivo, Visconde Breckenridge, Eliza Cynster está sob vigilância contante, pois o perigo ainda ronda as irmãs Cynster.

Agora já sabemos que quem está por trás do sequestro é um misterioso aristocrata escocês, e sabemos a motivação dele, que por algum motivo sua mãe quer que ele sequestre uma das meninas Cynster e o está chantageando, e ele corre o risco de perder suas terras, e não terá como proteger seu povo.
Já o porquê da mãe dele fazer isso ainda permanece um mistério, que creio que será revelado somente no terceiro livro.

Como falhou ao sequestrar Heather, ele contrata uma nova pessoa para raptar Eliza.
Victor Scrope é conhecido por nunca ter falhado em nenhum trabalho e não ter escrúpulos, e é claro que ele não falha ao sequestrar Eliza embaixo do nariz de toda sua família, no baile de noivado de Heather.

Para garantir que ela não tente escapar apesar de ter uma história que invalidaria qualquer pedido de socorro que ela viesse tentar, Scrope a mantém dopada a maior parte da viagem, porém em certo momento ela vê uma pequena chance de conseguir ajuda, que é quando vê um cavalheiro cruzando o coche dos sequestradores em sua charrete, e faz o possível para chamar sua atenção.

O cavalheiro em questão é Jeremy Carling, um erudito distraído, que apesar de não ser um aventureiro, e mesmo sem um plano dá meia volta para tentar resgatar Eliza.

Jeremy com ajuda de alguns amigos de Edimburgo e um plano ousado, conseguem resgatar Eliza, mas as coisas não saem exatamente como ele esperava, logo, os dois precisam pensar rápido para escapar de seus perseguidores, o aristocrata e depois Scrope.

Mas o aristocrata não quer o mal de Eliza, está seguindo-os para garantir que ela não está em perigo, afinal ele não sabe quem é Jeremy, e quer analisar o tipo de relacionamento que ele tem com Eliza.

E durante essa fuga, Jeremy e Eliza tem a chance de se conhecer e ver quem o outro é realmente, e um sentimento nasce entre os dois. E mais que apenas um conhecer o outro, cada um passa por uma fase de autoconhecimento, testando seus próprios limites e se surpreendendo com a coragem e força que possuem.
E Eliza que estava em busca de seu herói, o encontra na pessoa mais improvável.


Salva Por um Cavalheiro é definitivamente melhor que o primeiro livro (que gostei bastante). Diferente do outro que foi mais parado, este sempre tem alguma coisa acontecendo, e a expectativa para o que vem depois, e mais pro final do livro a perseguição chega num ponto que fica impossível parar de ler até saber o que acontece.

Jeremy e Eliza são muito inteligentes e trabalham muito bem juntos, o que só faz crescer a admiração que um tem pelo outro.

E o aristocrata se faz mais presente, e apesar dele ser o mandante do sequestro das meninas, é impossível não gostar dele e torcer para que tudo dê certo pra ele.

Salva Por um Cavalheiro é um livro que prende totalmente e um dos melhores romances de época que já li, e dá pra notar uma evolução comparado ao primeiro livro, a autora fez um ótimo trabalho!
E apesar de basicamente ter repetido a fórmula do primeiro livro, temos algo totalmente novo.

A história é narrada em terceira pessoa e abrange o ponto de vista até dos capangas de Scrope, claro que o foco são Eliza e Jeremy e também o aristocrata, que o destino dele ficou com uma interrogação no final da história.


Já tenho uma ideia do que irá acontecer no próximo livro, em que a protagonista será Angélica Cynster, a mais nova das irmãs e de personalidade mais forte também, e espero que esteja certa!!
— Você está de acordo com isso?
Ele estava perguntando se ela estava feliz em passar mais uma noite na estrada, sozinhos. Ela sorriu.
— Estou. Totalmente satisfeita. — E estava mesmo.


Lançamentos de Abril: Editora Rocco

Olá pessoal!

Passando aqui pra mostrar pra vocês os lançamentos de abril da Editora Rocco!
Bora conferir?



Será que Mozart foi assassinado por Salieri? Tchaikovsky morreu de cólera ou envenenamento? Chopin morreu mesmo tuberculoso? E Beethoven, foi vítima do alcoolismo? A resposta, ou, pelo menos, algumas hipóteses plausíveis para essas perguntas estão em Melodia mortal, estreia na ficção adulta de um dos maiores autores para o público juvenil do país. Escrito a quatro mãos por Pedro Bandeira com o médico Guido Carlos Levi, o livro examina, à luz dos conhecimentos da medicina contemporânea, os indícios possíveis sobre as mortes polêmicas de alguns grandes compositores da música clássica. E quem conduz a investigação é ninguém menos que Sherlock Holmes, auxiliado pelo seu fiel escudeiro, o doutor John H. Watson, que narra as aventuras do detetive na empreitada. Talvez não seja possível, tanto tempo depois, elucidar a causa dessas mortes que a medicina da época não foi capaz de precisar, mas a diversão é garantida neste romance cheio de teorias científicas e enigmas que formam um intricado quebra-cabeça, na tradição da melhor literatura policial.

A de amídala. B de boca. C de cabeça. Todas as partes do corpo carregam histórias e são essas histórias que ajudam Ivo, protagonista de Eu e você de A a Z, a manter seus pensamentos em ordem. Elogiado por veículos como The Times e Observer, o britânico James Hannah apresenta em sua estreia literária uma obra original, provocativa, sensível e divertida sobre caos interior e mortalidade. Aos 40 anos, Ivo sofre de uma insuficiência renal grave e espera a morte após uma (curta) vida de excessos. Para aliviar a dor e o turbilhão mental do paciente, a enfermeira Sheila sugere um jogo: percorrer o alfabeto, pensar em uma parte do corpo para cada letra e em uma breve história sobre cada uma delas. Por meio desse jogo ora sofrido, ora divertido, Ivo revê seu passado e reflete sobre desejos, relacionamentos, escolhas e todos os momentos que mudaram sua vida para sempre, sejam eles bons ou maus.


A Lição de Anatomia do Doutor Tulp, um dos quadros mais conhecidos de Rembrandt, é a inspiração para o romance histórico de Nina Siegal, especialista em Belas-Artes com textos publicados em veículos como The New York Times, Bloomberg News e outros. Fruto de uma encomenda da Guilda dos Cirurgiões de Amsterdã, o quadro representa a dissecação do corpo de um ladrão condenado à morte. No romance, a autora acompanha vários personagens direta ou indiretamente envolvidos na cena, entre eles a mulher do condenado; um colecionador que também trabalha na obtenção de cadáveres para dissecações; o filósofo René Descartes; o próprio Rembrandt, que, aos 26 anos de idade, sente um leve constrangimento diante da encomenda; e ainda uma historiadora de arte que estuda o quadro em pleno século XXI. Mesclando personagens e fatos reais a uma trama fictícia, a autora constrói um romance histórico fascinante sobre o processo de criação de uma das pinturas mais importantes da história e os desdobramentos do renascimento cultural na Europa do século XVII.

Quando tudo parecia caminhar bem, um atraso para um encontro muda a vida de Nora Kane para sempre. Seu melhor amigo, Chris, está morto; a namorada dele, Adriane, em estado catatônico; e Max, o príncipe encantado de Nora, desaparecido. Mas o que parecia um pesadelo ruim o suficiente, fica ainda pior quando Max se torna o principal suspeito do crime. Desesperada para provar a inocência do namorado, a jovem, que trabalha num projeto de pesquisa traduzindo antigos manuscritos do latim, segue a trilha de sangue sem se importar com o destino final. E ele vai levá-la dos Estados Unidos à histórica Praga, e ao centro de um enigma que inclui uma teia obscura de sociedades secretas movidas pela ambição de encontrar a Lumen Dei, uma misteriosa máquina que contém a receita para o conhecimento supremo e para a comunhão com o divino, e que estaria enterrada num manuscrito de centenas de anos.

Outros lançamentos:

Resenha: Em seu Coração, Bianca Briones

Resenha: Em seu Coração
Autora: Bianca Briones
Páginas: 213
Disponível no Amazon
Para André e Luiza, apaixonar-se foi como tropeçar: sem esperar e com um baita medo de se machucar na queda.Uma infância e adolescência de mágoas os tornou pessoas altruístas movidas por uma profunda empatia pelo próximo.A decisão de assumir o relacionamento parece óbvia e eles se entregam, mas
André precisa se dividir entre o que eles estão construindo e ser uma figura paterna para a sobrinha enquanto sua irmã Manuela luta para não sucumbir em sua própria batalha.Ainda sem saber como se abrir completamente para outra pessoa,
Luiza terá que enfrentar seu maior temor quando o passado retorna de forma inesperada."Em seu Coração" conta a história de duas pessoas muito fortes e resilientes que precisam aprender a lidar com suas próprias fragilidades.Com uma narrativa doce, sexy, com seu drama característico e uma porção de personagens encantadores, Bianca Briones traz a continuação de "Em suas Mãos" e, mais uma vez, mostra que o amor vai muito além do "e foram felizes para sempre".

Segundo livro da série, Em Seu coração começa do ponto exato em que Em Suas Mãos termina, com Luiza e André na noite de natal, depois de decidirem dar uma chance ao sentimento que nasceu entre os dois.

O caminho não será fácil, André tem que lidar com a tudo que está acontecendo desde que sua irmã reapareceu, e com o nascimento da sobrinha, ele precisa se dividir entre o trabalho, Luiza, apoiar Manu e cuidar de Diana (a sobrinha).

E Luiza por sua vez dá o apoio que ele precisa, e se vê diante do seu passado e também uma novidade que a deixam bastante abalada, e confusa.


Em Seu Coração é um livro lindo, com personagens tão reais que dão a impressão de serem velhos conhecidos.
Personagens fortes, que mesmo diante do sofrimento pelo qual já passaram continuam lutando, continuam seguindo em frente, e ainda encontram forças para ajudar a quem precisa, isso é lindo demais.

Diana é apenas uma bebezinha e me conquistou, tão pequena e tão forte, e mal nasceu e já passou por tanta coisa.
E Manu (irmã do André) é uma personagem tão sofrida, ela é tão frágil que dá vontade de cuidar dela.
A família da Luiza também está presente, cheia de amor para compartilhar, e devo dizer, vó Lucinda é a melhor pessoa!

André e Luiza vão se apaixonando aos poucos e ficam muito bem juntos, shippo demais!!
Não há muro capaz de proteger o coração quando ele decide que é hora de se entregar outra vez.
Temos também a presença de personagens da série Batidas Perdidas, o Lucas treinando com a Luiza, Bernardo, Lex, ah, são vários, mas não poderia deixar de destacar o meu grande amor literário, o Rafael, que quase me matou de rir em alguns momentos.

Os temas trabalhados no livro são difíceis, mas a Bianca faz isso com maestria, emociona, nos faz refletir.

Em Seu Coração tem amor em todas as suas formas, e é uma história linda, que nos cativa desde a primeira página.
Sem dúvidas entrou para a minha lista de favoritos e mal posso esperar para ler os próximos livros da série e acompanhar todos esses personagens que amo tanto.

O livro é narrado em primeira pessoa e os capítulos são intercalados entre Luiza e André, e como sempre, a escrita da Bianca é tão leve e tão gostosa que quando dei por mim já tinha terminado a leitura com aquele gosto de quero mais, sobretudo porque já temos uma prévia do que esperar no próximo livro.

Tem também a trilha sonora que está bem legal, e está disponível no Spotify!

Por mais que nos tornemos adultos e donos da nossa própria vida parece que alguns fantasmas sempre terão o poder de nos fazer sentir como se fôssemos eternas crianças.

Lançamentos de Abril: Grupo Autêntica

Olá pessoal!

Bora conferir os lançamentos de abril do Grupo Autêntica?
Tem muita coisa boa!!


“Se você quer romance, chame um escocês.”
Lillian Hargrove viveu sozinha por anos, reclusa, ansiando por amor e companhia. Desiludida de que todos os seus sonhos pudessem um dia se tornar realidade, a mais bela jovem da Inglaterra se envolve com um artista libertino e mentiroso, que promete amá-la para sempre e implora para que ela pose como sua musa para um escandaloso retrato.
Encantada pelo carinho e pela admiração que recebe dele, Lily aceita a proposta e se entrega de corpo e alma ao homem mais falso de Londres, mas fica exposta para toda a Sociedade, tornando-se motivo de piada e vergonha.
A jovem, entretanto, não esperava que um bruto escocês, recentemente intitulado Duque de Warnick e nomeado seu guardião, atravessasse a fronteira da Inglaterra para impedir que a ruína a alcançasse.
Warnick chega em Londres com um único objetivo: casar sua protegida – que é bonita demais –, transferindo o problema para outra pessoa, e, em seguida, voltar à sua vida tranquila na Escócia, longe daquele lugar odioso que é Londres.
O plano parece perfeito, até Lily declarar que só se casaria por amor, e o duque escocês perceber que, aparentemente, há algo naquele país que ele realmente gosta…

“Então nós duas bebemos. Ellie bebeu primeiro e agiu como se o gosto fosse bom. Eu bebi logo depois. E nem era tão ruim.
Quando acordamos na manhã seguinte, o mundo estava diferente. Nós podíamos ver o futuro. Podíamos ver o passado. Podíamos ver tudo.”
O fim do ensino médio é uma época de possibilidades infinitas – mas não para Glory O’Brien, uma jovem norte-americana que não tem nenhum plano para o futuro. Sua mãe cometeu suicídio quando Glory tinha apenas 4 anos, e ela nunca parou de se perguntar se seguiria o mesmo caminho… Até que numa noite transformadora ela começa a experimentar um novo e surpreendente poder que lhe permite enxergar o passado e o futuro das pessoas.
De antepassados a muitas gerações futuras, a jovem é bombardeada com visões – e o que ela vê pela frente é aterrorizante: um novo líder tirânico toma o poder e levanta um exército. Os direitos das mulheres desaparecem. Uma violenta segunda guerra civil explode. Jovens garotas somem diariamente, vendidas ou confinadas em campos de concentração.
Sem saber o que fazer, Glory decide registrar todas as suas visões, na esperança de que a sua História do Futuro sirva de alerta e evite o que vem por aí.
Mas será que as pessoas vão acreditar nela? Será que estarão dispostas a fazer o que é necessário para impedir a concretização daquele destino medonho?
Nesta obra-prima sobre feminismo, liberdade e escolhas, A. S. King mais uma vez nos brinda com seu realismo fantástico para contar a história de uma garota que tenta lidar com uma perda devastadora.

Na intimidade do edifício Dakota, John Lennon faz confidências à sua terapeuta. Da infância até a noite de sua morte, John recorda os momentos mais importantes de sua existência e nos apresenta os motivos de suas escolhas – artísticas, políticas e românticas – com a simplicidade e a honestidade que são a marca daqueles com um destino extraordinário. Nesta graphic novel baseada no romance homônimo de David Foenkinos, o ex-líder dos Beatles nos entrega as chaves de seu universo; sem falso pudor, sem tentar agradar, e, em certos momentos, com humor negro e sinceridade exemplar. Lá pelas páginas finais, John e o leitor já se tornaram amigos íntimos.


Um século e meio é a idade deste livro que, ainda hoje, todos nós amamos ler e reler. Alice no País das Maravilhas é um clássico atemporal, que vem, do século XIX até nossos dias, intrigando, encantando e emocionando leitores de todas as idades.
Conta a história de Alice, menina que cai numa toca de coelho e vai parar num lugar fantástico, povoado por criaturas estranhas que lembram seres humanos. Um universo nonsense, com uma lógica do absurdo, que remete ao mundo dos sonhos, numa narrativa pontuada por paródias de poemas populares infantis ingleses daquela época.
Nesse lugar, Alice enfrenta estranhas e absurdas aventuras, passa por situações incomuns, conhece seres extravagantes, é submetida a perguntas e situações enigmáticas ou desprovidas de sentido lógico, aumenta e diminui de tamanho… e vive tudo com naturalidade e muita, muita curiosidade.

Outros lançamentos:






Resenha: Sorrisos Quebrados, Sofia Silva

Título: Sorrisos Quebrados
Autora: Sofia Silva
Páginas: 286
Compre no Amazon
Paola
Perante Deus, o meu marido prometeu me amar.Cuidar de mim. Ser meu amigo.
Perante todos, disse que me amava. Que íamos ser felizes.
Viver para sempre juntos.
Mentiu em tudo.
Até que um dia, perante mim, ele disse que ia me matar. E não mentiu.A partir desse dia vivi escondida no meu mundo, até o André aparecer.
André
Não procurava nada. Não queria ninguém.Não depois de tudo que vivi.O meu coração estava escondido na escuridão, até a Paola surgir com as suas cores, pintando a minha vida.
Sorrisos Quebrados é um romance colorido entre duas pessoas Quebradas por relacionamentos passados. Uma história de superação dos próprios medos e promessas.
Sorrisos Quebrados é um livro difícil de ser resenhado pelo misto de sentimentos que ele trás.

Já no começo temos cenas fortes da Paola sofrendo violência física nas mãos do marido, que deixarão marcas profundas.

Alguns anos depois ela foi morar em uma clínica, um lugar onde ela se sente bem, tem seu terapeuta por perto, e liberdade pra fazer o que mais ama: pintar.

Quando ela conhece o André se sente intimidada pelo tamanho dele, é um homem alto, bem forte, e ela fica com medo, pois o que aqueles punhos podem causar se ele resolver usá-los contra ela?

O que Paola não sabe é que André já sofreu muito, e vive apenas por Sol, sua filha a quem ela se apega rapidamente, e ele não seria capaz de machucá-la. Machucar ninguém.

Eles vão se conhecendo, se aproximando cada vez mais, e Paola começa a ver as coisas de uma outra forma ao mesmo tempo que dá amor à Sol como se fosse a própria mãe da menina, e leva cor à escuridão que há em André.


O livro trás um tema difícil logo de cara e é impossível não sofrer junto com a Paola, sentir o medo que ela sentiu e cada passo que ela dava em frente me deixava feliz por ela.
E é um tema que precisa ser falado, quantas Paolas existem por aí? Que sofrem nas mãos do "cara perfeito".
Porque o marido dela era assim, um lorde na frente das pessoas, mas ciumento, agressivo, fazia o impossível para humilhá-la.
O seu olhar implora que fique e, por tudo que é mais sagrado, eu quero ficar. Contra todos os receios, contra todo o meu passado, contra todas as promessas que fiz e contra tudo que pensei alguma vez sentir, eu quero ficar.
A história gira em torno da recuperação dela, fala muito como ela se sente em relação à tudo e de André também, mas enquanto com Paola a gente já sabe o que houve, com ele a gente vai descobrindo aos poucos, fica um mistério no ar do motivo dele ser tão reservado e por sua filha ser como é, uma criança que parece ter sofrido um grande trauma.

Sorrisos Quebrados é mais que uma história de amor.
Temos superação, tanto da Paola quanto do André e aquela inocência da Sol que apesar de tudo é um doce de criança.

A narrativa do livro é em primeira pessoa sob o ponto de vista do André e da Paola e a escrita da Sofia é uma delícia de tão fluída, quando notei já tinha terminado o livro!

A capa do livro é linda e representa muito o livro, e a diagramação do e-book está linda, com algumas ilustrações.





Vale lembrar que a autora vem ao Brasil para a Bienal e o livro será lançado pela Editora Valentina, para a alegria geral dos fãs!!

Será que estamos irremediavelmente quebrados? E se sim, qual dos dois está mais?



Lançamentos de Abril: Editora Sextante

Olá pessoal!!

Bora conferir os lançamentos deste mês da Editora Sextante?



Em meados de 1991, Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira, que já tinham construído um verdadeiro império no mundo dos negócios, resolveram dar um passo além e disseminar pelo país a cultura que os levou a conquistar tal sucesso. Para colocar esse projeto em prática, criaram a Fundação Estudar, concedendo bolsas de estudos a jovens que quisessem cursar MBA nos Estados Unidos. O objetivo era ajudar a melhorar o Brasil melhorando a qualidade de seus executivos e empreendedores. Com um processo de seleção extremamente rigoroso – baseado nos princípios que Lemann empregara com tanta eficiência no Banco Garantia –, a Estudar procurava jovens que se identificassem com valores como meritocracia, busca de excelência, senso ético, transparência, trabalho duro e metas ousadas. Ao longo dos anos, a missão da instituição se desenvolveu e sua atuação se expandiu, passando a englobar ações diferenciadas, financiando cursos em outras áreas além dos negócios, dando apoio a estudantes ainda na graduação e criando diversos outros programas de incentivo ao estudo e de apoio à carreira. Hoje, 25 anos depois, a Fundação Estudar contabiliza seu impacto: 617 ex-bolsistas, 25 mil jovens beneficiados pelos cursos e 15 milhões de pessoas alcançadas pelos canais disponíveis na internet. Entre os profissionais que já passaram pela instituição estão grandes empresários, como Carlos Brito e Hugo Barra, e alguns dos mais promissores talentos do país em diversas áreas de atuação. Neste livro você vai conhecer a trajetória da Fundação Estudar, seus valores, seus métodos e seus princípios enquanto acompanha as inspiradoras histórias de jovens que tiveram a vida transformada pelo contato com sua cultura. Em comum, eles não têm apenas um sonho grande: têm uma vontade férrea de seguir em frente e um desejo incansável de fazer a diferença. E essa disposição, segundo Lemann, Telles e Sicupira, é a força capaz de mudar o Brasil.

Democracia Tropical é fruto do esforço de Fernando Gabeira, um dos jornalistas mais importantes da nossa história, no sentido de refletir sobre os caminhos e descaminhos da democracia brasileira.No espaço entre as crônicas que escreveu e publicou durante o período que vai da votação do impeachment de Dilma Rousseff no Congresso às últimas eleições municipais, Gabeira repassa a história da jovem e trepidante democracia brasileira.Entre uma crônica e outra existe a memória e a reflexão aguda de Fernando Gabeira, o jornalista que viu nascer a democracia brasileira; que se revoltou contra a ditadura; que viveu no exílio; que voltou ao Brasil com a Anistia; que ingressou na política; que presenciou o impeachment de dois presidentes; que viu agonizar um sistema político que não responde aos anseios de nossa sociedade.Que Brasil é esse que estamos a construir? O que sobrará de tudo isso? Democracia Tropical é uma obra obrigatória para quem quer entender melhor o nosso tempo.

Qual é o segredo das pessoas originais? Será que a criatividade é uma qualidade inata ou uma habilidade que pode ser estimulada ou mesmo aprendida? Em seu novo livro, Adam Grant desmistifica muitas das crenças que existem em torno das mentes criativas.
Ele recorre a uma série de estudos e histórias reais envolvendo o mundo dos negócios, a política, os esportes e o universo do entretenimento para mostrar como qualquer pessoa pode aprimorar sua criatividade, tornar-se capaz de identificar e defender ideias verdadeiramente originais, combater o conformismo e romper com tradições obsoletas.

Você vai conhecer as técnicas bem-sucedidas aplicadas por profissionais que ousaram remar contra a maré e levar seus projetos adiante, como uma funcionária da Apple que desafiou Steve Jobs estando três níveis hierárquicos abaixo dele, uma analista que derrubou a política de sigilo da CIA, um bilionário mago das finanças que demite os funcionários incapazes de criticá-lo e um executivo de TV que impediu que a série Seinfeld fosse cancelada logo no início apesar das pesquisas de opinião desfavoráveis.
Adam Grant demonstra como a originalidade pode ser impulsionada, indicando a melhor forma de se expressar sem ser silenciado, como conquistar aliados em ambientes improváveis, escolher o momento certo de agir e lidar com o medo e a insegurança.
Além disso, comenta como pais e professores podem estimular a criatividade nas crianças e o que os líderes podem fazer para estabelecer uma cultura que promova a divergência de opiniões.

O Dr. Rajiv Parti era chefe de anestesia de um hospital especializado em cirurgia cardíaca. Suas crenças eram: sucesso,trabalho duro, dinheiro. Não havia espaço para espiritualidade, arte e nem mesmo para cultivar uma relação de respeito com suafamília. Tudo girava em torno do sucesso. Numa mesa de operação em que ele era o paciente, umaparada cardíaca o arrancou dessa vida. Ele foi ao inferno, onde reencontrou seu pai e conheceu o histórico de violência e vícioque atormentava sua família há gerações – e que ele próprio repetia com a péssima relação que mantinha com seu filho maisvelho. Essa experiência aterrorizante foi amenizada pela aparição de dois arcanjos, que o levaram ao céu e lhe deram uma missão: praticar e divulgar uma medicina mais humana e integrativa.Voltar do além não foi simples: como convencer o mundo da sua vivência? Como não ser taxado de louco por vender sua mansão, seus carros de luxo, e passar a defender algo que nunca passara por sua cabeça? E, o mais importante e complicado: como reparar a relação com o filho e parar o ciclo de violência?Essa história verídica de transformação espiritual traz detalhes minuciosos sobre o céu, o inferno, a vida após a morte e os anjos– e contém verdades divinas capazes de iluminar para nós o que realmente importa aqui na terra.

Lançamentos de Abril: Editora Arqueiro

Olá pessoal!

Abril chegou com lançamentos incríveis da Editora Arqueiro!
Bora conferir?




O jogo parece perdido para a cidade de Cenária.
O golpe impiedoso de Garoth Ursuul, o Deus-rei, foi bem-sucedido. Agora ele domina a cidade, enquanto os invasores de Khalidor massacram habitantes e destroem casas, lojas e esperanças. O antigo governo da cidade foi subjugado e seu líder, substituído.
A magia do Deus-rei é poderosa demais para ser controlada e sua influência se expande até os círculos mais nobres da cidade. As únicas chances de vitória nessa guerra injusta são o honrado Logan Gyre e o derramador Kylar Stern, o Anjo da Noite. Contudo, enquanto o primeiro está enclausurado na mais terrível prisão do reino, o segundo abandonou o caminho da espada e, em nome de Elene, seu grande amor, jurou nunca mais matar.
A resistência agora se resume a ladrões, comerciantes pobres e prostitutas. Mas talvez isso mude muito em breve. Ao descobrir que Logan está vivo, Kylar pode abrir mão da paz que encontrou na nova família e arriscar tudo para retornar ao caminho das sombras.

Como todo mundo, Julie já fez muitas coisas idiotas na vida. Ela poderia contar sobre a vez que resolveu descer a escada enquanto vestia um suéter e caiu nos degraus, ou quando tentou consertar um plugue ligado na tomada segurando o fio com a boca, ou quem sabe falar de sua fixação pelo novo vizinho que nunca viu: Ricardo Patatras.Julie tem o irritante hábito de fazer as maiores loucuras quando está apaixonada. E essa obsessão a leva a prender a mão na caixa de correio do vizinho enquanto espiona uma misteriosa carta... E o pior, ainda é flagrada pelo próprio dono da correspondência.
Mas isso não é nada, nada mesmo, se comparado às maluquices que ela vai fazer para se aproximar desse homem e descobrir seu grande segredo. Movida por uma criatividade sem limites, intrigada e atraída por um desconhecido que mora tão perto, Julie assume riscos cada vez mais delirantes, sem perceber que pode cair na própria armadilha.
Com mais de 3,5 milhões de livros vendidos, Gilles Legardinier mostra em Amanhã Eu Paro! uma história original e irreverente que com certeza fará o leitor morrer de rir.

VOCÊ ESTÁ NA LISTA DE UM ASSASSINO. E ELA DIZ QUANDO VOCÊ VAI MORRER.
O polêmico detetive William Fawkes, conhecido como Wolf, acaba de voltar à ativa depois de meses em tratamento psicológico por conta de uma tentativa de agressão. Ansioso por um caso importante, ele acredita que está diante da grande chance de sua carreira quando Emily Baxter, sua amiga e ex-parceira de trabalho, pede a sua ajuda na investigação de um assassinato. O cadáver é composto por partes do corpo de seis pessoas, costuradas de forma a imitar um boneco de pano.
Enquanto Wolf tenta identificar as vítimas, sua ex-mulher, a repórter Andrea Hall, recebe de uma fonte anônima fotografias da cena do crime, além de uma lista com o nome de seis pessoas – e as datas em que o assassino pretende matar cada uma delas para montar o próximo boneco. O último nome na lista é o de Wolf.
Agora, para salvar a vida do amigo, Emily precisa lutar contra o tempo para descobrir o que conecta as vítimas antes que o criminoso ataque novamente. Ao mesmo tempo, a sentença de morte com data marcada desperta as memórias mais sombrias de Wolf, e o detetive teme que os assassinatos tenham mais a ver com ele – e com seu passado – do que qualquer um possa imaginar.
Com protagonistas imperfeitos, carismáticos e únicos, aliados a um ritmo veloz e uma deliciosa pitada de humor negro, Boneco de Pano é o que há de mais promissor na literatura policial contemporânea.

Com uma carreira bem-sucedida, uma linda esposa e uma adorável filha de 6 anos, Russell Green tem uma vida de dar inveja. Ele está tão certo de que essa paz reinará para sempre que não percebe quando a situação começa a sair dos trilhos.Em questão de meses, Russ perde o emprego e a confiança da esposa, que se afasta dele e se vê obrigada a voltar a trabalhar. Precisando lutar para se adaptar a uma nova realidade, ele se desdobra para cuidar da filhinha, London, e começa a reinventar a vida profissional e afetiva – e a se abrir para antigas e novas emoções.
Lançando-se nesse universo desconhecido, Russ embarca com London numa jornada ao mesmo tempo assustadora e gratificante, que testará suas habilidades e seu equilíbrio emocional além do que ele poderia ter imaginado.
Em Dois a dois, Nicholas Sparks conta a história de um homem que precisa se redescobrir e buscar qualidades que nem desconfiava possuir para lutar pelo que é mais importante na vida: aqueles que amamos.

Aos 35 anos, Wulfric Bedwyn, o recluso e frio duque de Bewcastle, está ávido por encontrar uma nova amante. Quando chega a Londres, os boatos que correm são os de que ele é tão reservado que nem a maior beldade seria capaz de capturar sua atenção.
Durante o evento social mais badalado da temporada, uma dama desperta seu interesse: a única que não tinha essa intenção. Christine é impulsiva, independente e altiva – uma mulher totalmente inadequada para se tornar a companheira de um duque. Ao mesmo tempo, é linda e muito, muito atraente.
Mas ela rejeita os galanteios de todos os pretendentes, pois ainda sofre para superar as circunstâncias pavorosas da perda do marido. No entanto, quando o lobo solitário do clã Bedwyn jura seduzi-la, alguma coisa estranha e maravilhosa acontece. Enquanto a atração dela pelo sisudo duque começa a se revelar irresistível, Wulfric descobre que, ao contrário do que sempre pensou, pode ser capaz de deixar o coração ditar o rumo de sua vida.


Em Ligeiramente Perigosos, o sexto e último livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh conclui a saga desta encantadora família em uma trama repleta de cenas sensuais, tiradas espirituosas e personagens à frente de seu tempo. Ao unir um homem e uma mulher tão diferentes, ela mostra que o resultado só poderia ser um par perfeito.

Quinn Porter é um guitarrista de meia-idade que nunca conseguiu deslanchar na carreira. Enquanto aguardava sua grande chance na música, foi um marido e pai ausente, e jamais conseguiu estabelecer um vínculo afetivo com o filho, uma criança obcecada pelo Livro dos Recordes e algumas peculiares coleções.Quando o menino morre inesperadamente, alguém precisa substituí-lo em sua tarefa de escoteiro: as visitas semanais à astuta Ona Vitkus, uma centenária imigrante lituana.
Quinn assume então o compromisso do filho durante os sete sábados seguintes e tenta ajudar Ona a obter o recorde de Motorista Habilitada Mais Velha. Através do convívio com a idosa, ele descobre aos poucos o filho que nunca conheceu, um menino generoso, sempre disposto a escutar e transformar a vida da sua inusitada amiga. Juntos, os dois encontrarão na amizade uma nova razão para viver.
Um Menino em Um Milhão é um livro sensível, poético e bem-humorado, formado por corações partidos e aparentemente sem cura, mas unidos por um elo de impressionante devoção pessoal.

Resenha: Conquistada Por um Visconde, Stephanie Laurens

Título: Conquistada Por um Visconde
Título Original: Viscount Breckenridge to the Rescue
Autora: Stephanie Laurens
Editora: Harper Collins Brasil
Páginas: 368
Compre: Amazon | Saraiva
Livro cedido pela editora
Londres, 1829. Decidida a escolher seu próprio herói, um que a deixe completamente extasiada e pronta para a felicidade conjugal, Heather Cynster declina convites para os bailes conservadores da aristocracia londrina e busca aventuras fora de seu círculo social. Ao ultrapassar as fronteiras de seu mundo seguro e comparecer a um sarau oferecido por uma dama de reputação duvidosa, Heather acaba entrando na cova de leões. Mas seus planos de independência são arruinados quando encontra, no meio do salão, o enervante Visconde Breckenridge. Amigo dos Cynster e, principalmente, dos irmãos de Heather, ele a toma pelo braço e a leva até a carruagem. Mas seus esforços são inúteis. A poucos metros de entrar no carro, Heather é interceptada e sequestrada por inimigos ocultos que buscam vingança contra os Cynster. Agora, o arrojado Visconde terá de provar que é realmente o herói que Heather tanto almeja... Escrito com maestria, paixão e toques de humor, Conquistada por um visconde é uma trama inesquecível, que deixará o leitor querendo mais após a última página. Composta por Stephanie Laurens, considerada a sucessora de Georgette Heyer e a principal referência de muitas escritoras de sucesso, seus romances têm como cenário a alta sociedade de Londres do período regencial. Conquistada por um visconde é a escolha certa para os fãs de narrativas cujos personagens são damas audaciosas arrebatadas por nobres sedutores.
Conquistada Por um Visconde foi o primeiro livro da Stephanie Laurens que li e gostei bastante!

As mulheres da família Cynster não tem o hábito de se casar por outro motivo que não seja amor. E com Heather não é diferente.
Aos 25 anos ela está em busca de seu herói, o homem que irá balançar seu coração, mas como não encontra tal homem nos salões de baile que costuma frequentar, ela resolve ir à uma festa de Lady Herford, festa essa que poderia arruinar sua reputação, porém mal chega na festa e o Visconde Breckenridge (que ela considera seu arqui-inimigo) a vê e dá um jeito de tirá-la de lá.

O Visconde Breckenridge é o mais famoso libertino de Londres, arrogante, entre outras coisas, esses são alguns dos motivos para Heather detestá-lo tanto.

Enfim, quando ele consegue tirá-la da casa para colocá-la na carruagem de volta para casa, ela dispensa sua companhia até lá, e um coche misterioso para e a leva.
Sem pensar muito, Breckenridge pega a carruagem da família de Heather e segue o coche.

Os sequestradores estavam bem preparados, inclusive com uma dama de companhia para Heather e uma história que tornaria impossível qualquer pedido de ajuda da parte dela.
Só que eles não contavam que estavam sendo seguidos, e nem com a perspicácia de Heather que insiste em conseguir informações sobre o motivo do sequestro.

Breckenridge os encontra e segue de perto, e muitas são as oportunidades para uma fuga, mas Heather quer saber mais e mais e se recusa a fugir antes de conseguir informações que sejam úteis para proteger suas irmãs e primas.


Boa parte do livro se passa durante a viagem rumo à Escócia, e Heather descobre que quem encomendou seu sequestro foi um misterioso proprietário de terras escocês, mas nem seus captores sabem muita coisa sobre ele, e também temos as diversas interações dela com Breckenridge planejando a fuga, qual será a melhor ocasião e rota para realizá-la.

O mistério sobre o mandante do sequestro segue durante o livro todo, não sabemos o nome real, e as motivações dele são reveladas no final do livro, e mesmo assim deixa uma interrogação sobre o que acontecerá a seguir, ou seja no próximo livro.

Heather é uma mocinha determinada, teimosa e que prefere moldar seu próprio destino em vez de ceder às convenções da sociedade.
Breckenridge é arrogante, protetor, e mesmo assim respeita a vontade de Heather em permanecer com os sequestradores para obter informações, mesmo que coloque em risco as chances de fuga.

Em alguns momentos a leitura ficou um pouco lenta por causa das descrições, a pouca mudança de cenário, e até uma cena de amor entre os personagens que durou umas 10 páginas, mas mesmo assim eu adorei o livro.

Não li tantos romances de época pois faz pouco tempo que comecei a ler, e este foi bem diferente dos que li até agora, com a mocinha sendo sequestrada logo no início, e todo o mistério que fica no ar, até a expectativa que surge quando o tal proprietário de terras aparece.

A narrativa em terceira pessoa é bem gostosa apesar de ficar um tanto arrastada em alguns momentos, mas isso não muda o fato do livro ser muito bom!

Já estou terminando a leitura do segundo livro, e posso adiantar que até o momento está superando este!
Ela fora à procura de um herói.
E o encontrara.
Ele definitivamente não era o herói que ela imaginara encontrar, mas ainda assim o era.

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.