Resenha: Prodigy, Marie Lu

Título: Prodigy #Trilogia Legend, livro 2
Título Original: Prodigy - A Legend Novel
Autora: Marie Lu
Editora: Rocco Joveno Jovens Leitores
Compre: Amazon | Saraiva | Submarino
Considerada pelo público e pela crítica internacional uma das melhores sagas de distopia já publicadas, a trilogia Legend, da chinesa radicada nos EUA Marie Lu, conquistou leitores de diversas partes do mundo ao acompanhar o romance improvável entre dois jovens de origens distintas numa realidade opressora. Depois de descobrir, no primeiro livro da série, as medidas extremas que o governo da República é capaz de adotar para proteger alguns segredos, no segundo volume da saga, Prodigy, June e Day assumem a tarefa de assassinar o novo líder político da nação. Mas será que este é o melhor caminho de levar a cabo uma revolução e dar voz ao povo da República?
Prodigy é o segundo livro da trilogia Legend.

O mundo passou por catástrofes naturais, causando grandes inundações, entre outras coisas.
As grandes potências do mundo são África e Antártida.
Os EUA não existe mais como é hoje, está dividido entre a República e as Colônias, que estão em guerra, e no centro de tudo estão June e Day.


O livro se inicia no ponto exato em que Legend termina, com June e Day em um trem, fugindo para Las Vegas.
Ambos estão feridos, física e emocionalmente, e esperam poder contar com a ajuda dos Patriotas (grupo rebelde que quer restaurar os Estados Unidos).

Day que sempre esteve à margem da guerra, vê  com os Patriotas uma chance de vingar sua família e mais importante: tentar encontrar Éden, seu irmão mais novo que foi capturado pela república.


Os Patriotas tem a intenção de usar Day como um trunfo contra a república, já que ele é considerado uma espécie de herói para a população.

June por sua vez, como sempre muito centrada e pensando friamente, se questiona à respeito dos planos dos Patriotas por vários ângulos.


Descobertas são feitas sobre Metias (irmão da June), sobre a verdade por trás da divisão dos Estados Unidos, que se perdeu ao longo dos anos.
A lealdade de todos são colocadas à prova e chega a dar agonia não saber quem é mocinho quem é vilão em meio a tudo o que acontece.
O Day é muito verdadeiro, nunca agiu por ninguém, apenas por si mesmo, sua família e Tess, sua amiga.
Já a June está numa realidade muito diferente, pois era a menina dos olhos da República e toda hora chega aquele momento que a gente pensa que ela vai mudar de lado.


O foco do livro não é o romance, apesar de ter alguns momentos.
Day e June apesar das diferenças tem uma conexão muito forte, criada através da dor talvez, ou cumplicidade, o fato é que ela existe e eu shippo demais esses dois.

O livro é marcado por momentos de tensão, sempre tem algo acontecendo e aguçando a curiosidade sobre o que está por vir nas próximas páginas e é praticamente impossível parar de ler!


A narrativa é em primeira pessoa e intercala os pontos de vista de Day e June, e é bem legal que até a fonte é diferente para os dois.


A diagramação do livro é bem linda também, tem mapa, tem esses detalhes nas folhas e as marcações de local, horário onde eles estão, é bem legal, senti como se estivesse assistindo um filme, sabe aqueles que as letras vão aparecendo na tela com a localização?


Mas, desta vez, fico firme. Estou cansado de fugir.


Resenha: Amante Consagrado, J. R. Ward

Título: Amante Consagrado
Título Original: Lover Enshrined
Autora: J. R. Ward
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 552
Compre: Amazon | Saraiva | Submarino
Nas sombras da noite de Caldwell, Nova York, desenvolve-se uma furiosa guerra entre os vampiros e os seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. E agora, um Irmão obediente deve escolher entre duas vidas...Ferozmente leal à Irmandade da Adaga Negra, Phury se sacrificou pelo bem da raça, convertendo-se no macho responsável por manter a linhagem da Irmandade. Como o Primaz das Escolhidas, ele será o pai dos filhos e das filhas que assegurarão que sobrevivam as tradições da raça, e, que haja guerreiros para lutar contra os redutores.
Como sua companheira, a Escolhida Cormia quer ganhar não só o corpo, mas também o coração de Phury para si... Ela vê o guerreiro emocionalmente deteriorado atrás de toda sua nobre responsabilidade. Mas enquanto a guerra com a Sociedade Redutora se torna mais severa, uma grande tragédia abate a mansão da Irmandade e Phury deve decidir entre o dever e o amor.

Quando li o quinto livro da série não postei resenha porque o li em uma época que estava começando uma fase nova e fiquei muito enrolada.
No livro 5 temos a história de Vishous, que protagoniza com B o melhor bromance literário, e como ele conhece e acaba se apaixonando por uma humana, mas o romance é algo fora de cogitação, ele tem obrigações perante a raça, e para que ele possa viver esse amor, Phury assume seu lugar como o Primaz das Escolhidas.

Bom, o Primaz da raça / das Escolhidas, é o responsável pela reprodução, para gerar novos membros para a Irmandade, ou seja, ele tem que engravidar uma média de 40 escolhidas.

Só que ele falha miseravelmente com sua obrigação, lá atrás, no livro 5, ele leva Cormia, a que deveria ser sua primeira companheira do Outro Lado (lugar onde residem todas as Escolhidas) para a mansão da Irmandade.
Ele reluta em assumir sua responsabilidade e não se sente digno dela, nem das escolhidas e nem de Cormia e se afunda cada vez mais no abuso de drogas e álcool, com a intenção de calar a voz na sua cabeça.

O mago, que é como ele denomina esta voz que o acompanha desde muito tempo atrás, está sempre apontando suas falhas.

Paralelo a isto, e o enredo gira em torno de muitos personagens, temos o risco da gravidez de Bela, a shellan (esposa) de Zsadist, seu irmão gêmeo, por quem ele egoisticamente acredita estar apaixonado.
Z. não teve uma vida fácil, e o Phury se ressente por vários motivos, e o risco desta gravidez os deixa mal, principalmente o Z.


Um grande destaque que temos vai para John, Qhuinn e Blay e seus próprios conflitos, e também Rehvenge (irmão de Bela), também sua história sendo inserida com bastante intensidade, uma introdução do que está por vir já que o próximo livro é o dele.

E além de tudo, dos problemas internos na Irmandade, vários ataques aos membros da aristocracia começam a acontecer.
Ômega (o capeta da história, digamos assim), tem uma nova carta na manga, algo que pode mudar o rumo da guerra e quem sabe conseguir seu grande objetivo de que a sociedade redutora destrua de vez os vampiros.

Algumas pessoas podem se perguntar como pode ter tanta história para uma série tão grande, já tem mais de 12 livros publicados com pelo menos 500 páginas cada, mas a acda livro que leio me surpreendo mais e mais com a riqueza desse universo que a Ward criou.

O romance e o Phury tiveram pouco foco neste livro, os outros núcleos e a guerra e muitos conflitos tiveram mais espaço, e a autora não trata nada de forma rasa.
Confesso que senti Phury e Cormia bastante ofuscados nos enredo, com a questão do Rehv, os ataques e a inserção de um casal homoafetivo (que eu já shippava faz tempo).


Claro que nos capítulos finais Phury e Cormia chegam a um, ou melhor, vários impasses e várias regras e costumes e tradições são questionadas. afinal, manter as 40 escolhidas confinadas, a mercê do Primaz não é o certo, e isso começa a incomodar o Phury, principalmente depois da Cormia entrar em sua vida. Achei bem legal a autora trabalhar essa desconstrução.

Eu não gostava do Phury por causa da inveja que sentia do irmão, e entrando na cabeça dele dá para perceber o quanto ele estava perdido, mas ainda assim continua na base da minha pirâmide de preferência.

Sempre tem algo acontecendo, o que não deixa a história lenta apesar de todos os detalhes. E a escrita da Ward é bem fluída, o que deixa tudo ainda melhor.
E a narrativa é em terceira pessoa, abrangendo os vários núcleos e personagens, então sabemos exatamente o que cada um sente e pensa.

Quem ainda não leu nenhum livro pode ficar bem perdido com tanta coisa, mas pra quem gosta de vampiros, com um toque hot, e bastante ação eu super recomendo a leitura.
A vida era esquisita demais.
A maior parte acontece em um ritmo previsível, os eventos passam por você no limite de velocidade ou um pouco abaixo dele. De vez em quando, no entanto, as coisas surgem como um raio, como um Porsche voando ao seu lado numa estrada. Problemas simplesmente surgem do nada e mudam tudo em um segundo.













Lidos em Dezembro

Olá pessoal!

Faz muito tempo que não faço o post de leituras do mês, já que ano passado praticamente inteiro passe com a pior ressaca literária da vida e em alguns meses não li nem um livro inteiro, em novembro começou a mudar esse quadro, e dezembro foi realmente digno de nota, pois consegui ler bastante!!
E janeiro está no final, eu sei, mas o post com as leituras do mês passado só chegou hoje para dar espaço para as resenhas!!

Vamos lá?



Para ler as resenhas é só clicar no título do livro.
A resenha de Prodigy ainda não saiu.

O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo.
Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida.
Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada.
Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado? À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas.
Publicado em mais de dez países, Depois Daquela Montanha chegará às telas de cinema em 2017, com Kate Winslet (de Titanic) e Idris Elba (de Mandela) escalados para os papéis principais de uma história que vai reafirmar sua crença na vida e no poder do amor.

A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.
E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube paracavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato.
Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.
Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

“Uma história arrebatadora, sensual e comovente, que não deixa nada a dever ao primeiro livro. Os personagens nos conquistam e o ritmo perfeito da trama, junto com os diálogos magistrais, multiplica o prazer.” – Romantic Times Book Reviews
Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.
Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.
Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.
Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.
“Inteligentes e românticos, os livros deSarah MacLean contêm a simplicidade e o prazer absoluto que só escritores experientes são capazes de proporcionar.
É maravilhoso imaginar as histórias que essa talentosa autora ainda vai criar.” –New York Journal of Books

Melane, uma garota de 16 anos que vive com a avó, descobre não apenas ser uma mestiça de bruxa e dragão, como também uma princesa em um mundo chamado Ninho de Fogo.Com ajuda de seu fiel guardião David, e o pequeno Jack, o garotinho de quase 300 anos de idade, ela volta para sua terra natal, descobrindo que o lugar está se despedaçando.Em um mundo de dragões, fadas e sereias, Melane terá que ser forte para a batalha que colocará em risco o mundo onde nasceu, enquanto tenta descobrir a quem pertence seu coração.Uma mistura de romance, aventura, guerra e salvação é o que te espera em Ninho de Fogo!

"Luiza é uma advogada bem-sucedida que busca crescer mais a cada dia, sem abandonar seu principal objetivo: ajudar pessoas.Ela sabe o quanto precisou lutar para conquistar sua posição e valoriza muito sua vida profissional.André é um paisagista apaixonado pela natureza e pela vida.Apesar das mágoas causadas por um casamento fracassado, ele ainda acredita que o amor está por aí, esperando para germinar, como as sementes de suas flores.Luiza se fechou para o amor.André tem o amor na ponta dos dedos.Quando seus caminhos se cruzam, cabe a Luiza escolher se deve se abrir e a André aceitar ou não a proposta que vai mudar a vida de ambos para sempre.Mas antes ele precisa decidir até que ponto iria para salvar sua família.
'Em suas mãos' conta a história de um amor improvável e ao mesmo tempo destinado a acontecer."

Quando um amor do passado ressurge e sentimentos mal resolvidos vêm à tona, é preciso decidir entre lutar pelo que se quer ou fugir — e pôr em risco a própria felicidade.
Branca sempre foi uma mulher independente, que não pensava em se casar tão cedo — até conhecer Lex. Entre idas e vindas, eles se casaram e se divorciaram menos de um ano depois. Ela levou um tempo para superar a perda e, sem esperar muito, começou com Rodrigo um perigoso jogo de gato e rato.
Rodrigo tinha uma queda por Branca quando mais novo, mas hoje a enxerga apenas como a razão de uma paixonite adolescente. O que ele esconde de todos — até de si mesmo — é quanto todas as perdas que sofreu o afetaram, e o único modo de lidar com isso é fingir não sentir nada.
Lex ficou muito tempo afastado de todos que amava, trabalhando em outra cidade e tentando seguir em frente, como sempre fez. Sua intenção era voltar apenas para o casamento de amigos, mas a vida tinha outros planos para ele.
Agora os três precisam lidar com o que está acontecendo — e mais, com o bebê que surge com Lex. Quanto a mágoa pode afastar duas pessoas que se amam? Como encarar uma situação em que pelo menos um deles certamente sairá ferido?A série Batidas Perdidas está de volta, com um dos volumes mais aguardados e a pergunta que não quer calar: De quem será o coração de Branca?

Maeve MacCleury é a filha caçula de Brendon e Caylie MacCleury. Descendente de uma gigantesca e antiga família tradicional irlandesa, também de uma geração de "guardiões da Felicidade", ou como seus ancestrais a chamam “Crainn Chiara”.
Cada família de guardiões, incluindo a sua, é responsável por armazenar momentos de extrema felicidade em globos de vidro. Esses momentos, são resgatados apenas na véspera de Natal e colocados nos galhos de um enorme pinheiro escocês, exatamente à meia-noite, fazendo com que o mundo seja invadido por uma felicidade incomum, capaz de preparar a humanidade para encarar mais um ano.
O problema é que, depois de tantos séculos, as civilizações tornaram-se mais sérias, mais egoístas, com momentos de felicidade reais ficando escassos, assim como as árvores e todas as plantas. E a felicidade está em risco.Maeve precisa cumprir seu dever, faltam poucos dias para a véspera de natal e ela ainda não conseguiu. O mundo depende dela.
Mas o que ela não contava, é que Henrique, dono de uma felicidade revigorante, poderia balançar com a sua própria felicidade.


Segredos são como fantasmas, nos assombrando e nos fazendo crer que são reais.
Todos têm os seus fantasmas .
Laura tem os seus e há um ano que eles não a deixam dormir. A solução é passar seu tempo lendo poesias, admirando suas rosas florescerem e as estrelas no céu. Nada pode ser mais seguro do que isso. Até que um jovem misterioso surge em sua vida, virando-a de ponta cabeça.
Em uma noite particularmente quente para o inverno, o destino uniu dois corações que não estavam prontos para o amor. Um não tinha mais tempo para isso, o outro era jovem demais para se apaixonar.
Uma história sobre o valor do tempo, o resultado de nossas escolhas e como o amor pode transformar vidas. Mesmo aquelas que já não acreditam mais em milagres.
Tess e Gus foram feitos um para o outro. Só que eles não se encontraram ainda.
E pode ser que nunca se encontrem... Tess sonha em ir para a universidade. Gus mal pode esperar para fugir do controle da família e descobrir sozinho o que realmente quer ser. Por um dia, nas férias, os caminhos desses dois jovens de 18 anos se cruzam antes que os dois retornem para casa e vejam que a vida nem sempre acontece como o planejado.
Ao longo dos dezesseis anos seguintes, traçando rumos diferentes, cada um vai descobrir os prazeres da juventude, enfrentar problemas familiares e encarar as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo indica que é impossível que um dia eles se conheçam de verdade... ou será que não?
O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida narra duas trajetórias que se entrelaçam sem de fato se tocarem, fazendo o leitor se divertir, se emocionar e torcer o tempo todo por um encontro que pode nunca acontecer.
Prodigy
Os opostos perto do caos. Depois que um cataclismo atingiu o planeta Terra, extinguindo continentes inteiros, os Estados Unidos se dividiram em duas nações em guerra: a República da América, a oeste, e as Colônias, formadas pelo que restou da costa leste da América do Norte. June e Day, a menina prodígio e o criminoso mais procurado da República, já estiveram em lados opostos uma vez.
Agora eles têm a oportunidade de lutar lado a lado contra o controle e a tirania da República e, assim, alterar para sempre o rumo da guerra entre as duas nações. Resta saber se estão preparados para pagar o preço que as transformações exigirão deles.

Em seu aniversário de vinte e sete anos, Carter McDevitt, o vocalista da banda The M's, vai ganhar o presente mais inesperado possível.
Seus dois melhores amigos e parceiros da banda, Zane e Yan, o colocam em um cruzeiro com o objetivo de fazê-lo esquecer totalmente a ex-mulher que, além de arrasar seu coração, levou metade dos seus bens embora.
Bem, o que o vocalista não espera é que nesse local serão realizadas estranhas fantasias, além de encontrar um fantasma do seu passado.


"Cumpri o que ele havia me pedido, segui em frente. Sou feliz e pretendo ter os filhos mais lindos do mundo, como sempre sonhei, com o homem que me deu a chance de amar novamente. Depois de todo o sofrimento, finalmente, colei os cacos do meu coração partido, pedaço por pedaço."
Isabel passou um ano fugindo. Depois de uma grande desilusão, ela não acreditava que conseguiria ser feliz novamente. Até que conhece Daniel e decide recomeçar. Quando Isabel finalmente dá uma segunda chance ao amor, o destino a surpreende com uma notícia que poderá mudar sua vida para sempre.
Em “Antes Que Aconteça”, o desfecho de Depois Do Que Aconteceu, Isabel terá a chance de reencontrar o passado e lutar pela sua felicidade.

E vocês? Como foi dezembro?

Beijos!

Resenha: Entre o Último e o Primeiro Dia, Bianca Briones

Título: Entre o Último e o Primeiro Dia
Autora: Bianca Briones
Páginas: 60
Disponível no Amazon
"Entre o Último e o Primeiro Dia" é um conto da série Batidas Perdidas, em que Rafael e Viviane retornam para narrar o Ano Novo dos Villa, Albuquerque e agregados.Em uma história encantadora, que continua tratando de temas fortes, sem deixar de lado o amor e a lealdade àqueles que amamos.E nos lembrando da importância das decisões tomadas entre o último e o primeiro dia do ano e do quanto elas podem impactar nossas vidas.Rafael e Viviane voltam com a sua característica mistura de doçura e sensualidade.Sem nos esquecer, é claro, da incapacidade do Rafa de segurar seus palavrões.
*Não é preciso ter lido os livros da série para ler o conto, mas a compreensão será melhor, se tiver lido pelo menos um dos outros.**Depois do conto, há um bônus (com notificação de spoiler) e traz mais um pouco do casal final do livro "O Desapego Rebelde do Coração".

O conto já começa com uma conversa no grupo dos Villas e Albuquerques no whats, onde eles estão decidindo o que fazer na noite de ano novo.
Os mais velhos  decidiram fazer um cruzeiro, e os mais jovens foram para a casa de praia, a melhor decisão com o tanto de criança que tem na família agora.


É bem curtinho, então se eu for falar muito sobre o enredo vou acabar contando tudo porque sou descontrolada.

Em Entre o Último e o Primeiro Dia, reencontramos os personagens tão amados da série e quem ainda não leu nenhum livro da série provavelmente vai querer ler tudo, rs.
Somos apresentados a um novo personagem, o deuso Dr. Vicente Villa, primo da Vivi e do Rodrigo (outro deuso), além das novas crianças que entram para a família.


Quem não leu os livros da série Batidas Perdidas, pode ler o conto sem pegar grandes spoilers, e a gente já tem uma amostra do que está por vir no quinto livro, no qual o Lucas é o protagonista e a previsão é que seja publicado no Amazon ainda no primeiro semestre deste ano.

Eu sou suspeita para falar pois sou fangirl assumida da Bianca, leria até lista de compras dela, e amei demais este conto.
Mas gente, é sério, ela arrasa demais demais demais, consegue emocionar e arrancar suspiros da leitora aqui com 60 ou 400 páginas e abordar temas mais delicados sem ser apelativo, nem forçado e nem desrespeitoso (digamos assim) com quem passa pelos mesmos problemas ou situações.

Este conto é narrado pelo Rafael e pela Viviane, uma mistura muito boa, pois o Rafa é todo desbocado e a Vivi é toda delicadeza. Os dois se completam é é lindo!!


A nossa certeza é que não importa o quanto a vida nos machuque, sempre teremos um ao outro e isso é suficiente.

Ana Beatriz Brandão irá lançar 2 livros em 2017 pela Verus Editora!!

Olá pessoal ❤

Parando a programação normal das resenhas para falar dessa novidade incrível!!

A Ana Beatriz Brandão acabou de fechar contrato com a Verus para a publicação de dois livros este ano, um deles é A Garota das Sapatilhas Brancas, spin-off de O Garoto do Cachecol Vermelho, lançado na última Bienal e o outro é Sob a Luz da Escuridão, que como beta já posso dizer: se preparem, porque está muuuuuuito bom!!

Imagem: Verus Editora

Beijos 😚

Resenha: Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter, Sarah MacLean

Título: Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter
Título Original: Ten Ways to Be Adored When Landing a Lord
Autora: Sarah MacLean
Editora: Editora Arqueiro
Páginas: 352
Livro cedido pela editora para resenha
“Uma história arrebatadora, sensual e comovente, que não deixa nada a dever ao primeiro livro. Os personagens nos conquistam e o ritmo perfeito da trama, junto com os diálogos magistrais, multiplica o prazer.” – Romantic Times Book Reviews
Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.
Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.
Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.
Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.
“Inteligentes e românticos, os livros deSarah MacLean contêm a simplicidade e o prazer absoluto que só escritores experientes são capazes de proporcionar.
É maravilhoso imaginar as histórias que essa talentosa autora ainda vai criar.” –New York Journal of Books
No primeiro livro temos como protagonista Gabriel, o marquês de Ralston e Callie, uma dama londrina que resolve se aventurara fazer coisas que apenas são aceitáveis para os homens.
Aqui temos lorde Nicholas, irmão gêmeo do marquês, que se fechou para o amor após uma decepção.


Além do passado de sua família, ele esconde muitos segredos de uma época em que explorou o continente.
Parte das habilidades adquiridas nesse passado são necessárias quando um amigo pede ajuda para localizar a irmã desaparecida.

Isabel não é uma mocinha comum.
Desde cedo se viu obrigada a cuidar da casa sozinha, das finanças, do irmão mais novo, e também de mulheres que acolheu na propriedade da família, mulheres que por algum motivo precisaram fugir de sua vida antiga.
-Às vezes milorde, somos obrigados a fazer coisas que não queremos.

Nick não queria mas usas suas habilidades, quem havia sido ficou para trás quando voltou para casa, mas estava desesperado para sair de Londres, pois uma revista listou 10 formas de se conquistar um lorde, e ele está no topo da lista de melhores partidos, e está sendo perseguido por moças solteiras e mães de moças solteiras e não aguenta mais a situação.

Sua busca o leva até Yorkshire, e Isabel vê nele a possibilidade de salvar todas as mulheres que acolhe, claro que não é casamento que ela tem em mente, mas o antiquário que Nick é. E ela precisa esconder dele o fato de que não há homens na propriedade, mas uma tempestade pode colocar seu segredo em risco.


Gostei bastante da personalidade da Isabel, ela é corajosa, determinada, não mede esforços para ajudar todas as moças que acolhe, mas é bem cabeça dura.

Depois de tudo o que seu pai aprontou, ela não confia nos homens, e mesmo Nick dando vários sinais de que era um bom homem e que iria ajudá-la como pudesse, ela continua desconfiando dele.

Ainda tem toda a questão de quem irá tomar conta da propriedade até James, o irmão de Isabel e novo conde (o pai morreu) que tem apenas 10 anos estar apto a assumir seu papel, e o receio de não poder mais ajudar todas as mulheres que moram na propriedade, por falta de dinheiro.

Enfim, entre toda essa confusão, a atração entre Isabel e Nicholas começa a crescer, e ela passa a vislumbrar inúmeras possibilidades.


 O livro não é tão bom quanto o primeiro, mas mesmo assim é ótimo e gostei muito.
O desenvolvimento do romance foi um pouco rápido, mas não achei forçado e há poucas cenas de sexo.

Temos a presença do Gabriel e da Juliana (irmã deles) e da Callie também.

A questão da Casa de Minerva (como é conhecida a propriedade por acolher as mulheres) é bem interessante, o comprometimento de todas com a causa, e o apoio que dão à Isabel, que é incondicional e ainda tentam abrir seus olhos sobre Nick.

A narrativa é em terceira pessoa alternando os pontos de vista dos personagens, e a leitura flui super bem!!
Ele havia falado dos prazeres da vida. Isabel queria que ele os mostrasse a ela.

Resenha: A Guardiã de Muiraquitãs, Gustavo Rosseb

Título: A Guardião de Muiraquitãs
Série: As Aventuras de Tibor Lobato [Livro 2]
Autor: Gustavo Rosseb
Editora: Editora Jangada
Páginas: 336
Compre: Amazon | Saraiva
Neste segundo volume da série As Aventuras de Tibor Lobato, Sátir desaparece e seu irmão Tibor Lobato, junto com o amigo Rurique, partem em busca de pistas, numa jornada que envolve viagens subaquáticas, cidades fantasmas, ataques de lobisomens, botos e filhotes de saci.Quando os garotos pensam que as coisas não podem piorar, recebem um aviso da Guardiã de Muiraquitãs de que o último amuleto, que poderia garantir a vitória sobre a Cuca, foi roubado. Os rumores são de que o suposto ladrão é um forasteiro que ronda a Vila Serena, gerando muitas suspeitas e ainda mais mistérios. É chegada a hora de enfrentar a quaresma mais uma vez onde tentar sair ileso é uma tarefa quase impossível.
Em O Oitavo Vilarejo, Tibor Lobato e sua irmã Sátir foram morar no sítio com a avó, descobriram serem bisnetos de um poderoso ser do nosso folclore, e que a quaresma reserva muitos perigos, e que as lendas podem ser reais sim.


Agora um ano se passou e estão às vésperas de uma nova quaresma, que Tibor mal pode esperar, pois tem se sentido muito  entediado.
O garoto anda muito irritadiço e tem tratado a avó, a irmã e o amigo Rurique de forma agressiva.
A realidade é que sua vida estava normal demais, e ele queria que algo diferente acontecesse.
Logo à meia noite que marca o início da primeira noite de quaresma, após Tibos ter uma experiência um tanto estranha, um grito é ouvido na festa em que estão, as pessoas foram envenenadas e só uma boa curandeira poderia ajudá-los.
E isso só na primeira noite.


Nos dias que se seguem, em meio a aparente normalidade, Sátir desaparece, deixando apenas um bilhete.
E enquanto todos acreditam que a menina fugiu de casa, Tibor sente que a irmã não faria isso.

Rosa Bronze, uma menina da cidade que está passando uma temporada com a família em um dos sítios nos arredores se junta aos meninos na tentativa de encontrar Sátir, durante a noite e ignorando completamente os perigos que se encondem na noite.

Um grande perigo está à espreita, além de novas ameaças que surgem, e alianças antes não cogitadas são feitas, e eles descobrem que o Muiraquitã (amuleto poderoso) quebrado na última quaresma não era o único.
A Guardiã de Muiraquitãs surge e com ela um pouco de esperança.
Mas nem tudo é tão simples, não fazem a mínima ideia de quem levou ou para onde Sátir foi, e no decorrer da busca batalhas são travadas, vidas são perdidas.


Se você não é uma pessoa familiarizada com o folclore, vai aprender muita coisa, agora se assim como eu, cresceu ouvindo histórias e teve o folclore presente em atividades escolares e tudo mais, essa história é um presente.

O livro é repleto de aventuras, o Gustavo criou uma história incrível e este livro conseguiu ser ainda melhor que o primeiro, que é muito bom também, e no final tem um bônus em três partes, com os contos da dona Mirta, que dá aquela nostalgia, me lembra muito as histórias que ouvia quando criança.
Além de todos os seres que aparecem, lobisomens, sereias, sacis, o boitatá e por aí vai...

Eu nem preciso dizer que amei o livro né?
O enredo é ótimo, sem pontas soltas e a escrita do Gustavo é super fluída.
A narrativa é em terceira pessoa e o foco é o Tibor, e nos deixa uma mensagem, sobre como devemos valorizar quem nos ama (e amamos), afinal, até quando os teremos por perto?


-Esta noite, a sorte de todos será lançada - continuou o velho. - As consequências dos atos de hoje se refletirão no futuro.

Resenha: Enquanto o Sol Brilhar, Juliana Parrini

Título: Enquanto o Sol Brilhar
Autora: Juliana Parrini
Páginas: 522
Amazon
Na monótona cidade provinciana de Vila Rica vive Mariana, filha única de pais amorosos, cresceu observando o amor verdadeiro de perto.A jovem professora divide seu tempo entre as aulas que ministra para crianças na escola, os estudos e os trabalhos voluntários que exerce. Sua vida se transforma com a chegada do misterioso Dr. Miguel, um homem que coloca os seus pacientes em primeiro lugar, mas que mantém o seu passado em segredo.Sem criar expectativas e tentando não levar tão a sério todo o desejo de desvendar os mistérios do doutor, Mariana será inebriada por sentimentos até então desconhecidos.
Nem sempre o passado pode ser esquecido e Mariana irá vivenciar em primeira mão o impacto de um grande segredo.Quando a amizade e o encantamento dão lugar a uma admiração genuína, para chegar ao amor, é só uma questão de tempo.

Mariana sofreu uma decepção e se fechou para novos relacionamentos. Mesmo alguns anos depois, ela mantém essa decisão, na intenção de se preservar e não ter novas decepções.
Filha amorosa, professora dedicada e muito querida pelas pessoas da cidade que ela ama e não quer deixar por nada no mundo, ela leva os dias numa rotina bem tranquila, que só é quebrada com Vinícius.
Ele é o prefeito da cidade, jovem, bonito e Mariana mantem uma relação casual com ele em segredo.
Por muitas vezes ele se mostra apaixonado e a intenção de assumir tudo, mas ela não quer.



Quando a cidade precisa de um novo médico, o Dr Miguel aparece, como um anjo para ajudar a todos que precisam de cuidados com toda a sua dedicação.

Ele aluga a casa dos fundos onde a mari mora com os pais, e logo eles se aproximam e criam um laço de amizade, bem bonito, mas que logo evolui para algo mais, quando os sentimentos falam mais alto.
É incrível como conseguimos entender algumas coisas depois que ponderamos sobre elas.
Mas Miguel é um homem misterioso, tem uma tristeza no olhar, e não fala sobre seu passado. Ele esconde segredos que podem mudar completamente o rumo de seu  com Mariana.


Gente! Que livro!!
Fui inundada por tantos sentimentos que chega a ser difícil de expressar em palavras!

O livro trás muito mais que uma história de amor.
Trás uma mensagem linda sobre como apesar de difícil, sempre há uma chance de superar a dor da perda, cada um a seu tempo e sua maneira, e que pode não deixar e doer totalmente um dia, mas pode ficar mais fácil.

Mari e as pessoas que a cercam são incríveis, seus pais, os amigos Alan e Márcia, o próprio Miguel, e isso já não posso falar do prefeito, que cara chato!
Enfim, outros personagens complementam o enredo, mas estes são o que tem mais destaque e alguém que aparece pra bagunçar as coisas, mas pra saber quem é vocês terão que ler!

A narrativa é em primeira pessoa sob o ponto de vista da Mariana, e a escrita da Juliana é muito fluída, li em apenas algumas horas!!
O sol não brilhava como naquele dia. O vento não soprava e tudo parecia acinzentado.
— Eu gosto de gente que sabe ser sol, mesmo quando a vida está nublada

Resenha: O Desapego Rebelde do Coração, Bianca Briones

Título: O Desapego Rebelde do Coração
Autora: Bianca Briones
Editora: Verus Editora
Páginas: 406
Compre: Amazon | Saraiva | Submarino

Quando um amor do passado ressurge e sentimentos mal resolvidos vêm à tona, é preciso decidir entre lutar pelo que se quer ou fugir — e pôr em risco a própria felicidade.
Branca sempre foi uma mulher independente, que não pensava em se casar tão cedo — até conhecer Lex. Entre idas e vindas, eles se casaram e se divorciaram menos de um ano depois. Ela levou um tempo para superar a perda e, sem esperar muito, começou com Rodrigo um perigoso jogo de gato e rato.
Rodrigo tinha uma queda por Branca quando mais novo, mas hoje a enxerga apenas como a razão de uma paixonite adolescente. O que ele esconde de todos — até de si mesmo — é quanto todas as perdas que sofreu o afetaram, e o único modo de lidar com isso é fingir não sentir nada.
Lex ficou muito tempo afastado de todos que amava, trabalhando em outra cidade e tentando seguir em frente, como sempre fez. Sua intenção era voltar apenas para o casamento de amigos, mas a vida tinha outros planos para ele.
Agora os três precisam lidar com o que está acontecendo — e mais, com o bebê que surge com Lex. Quanto a mágoa pode afastar duas pessoas que se amam? Como encarar uma situação em que pelo menos um deles certamente sairá ferido?
A série Batidas Perdidas está de volta, com um dos volumes mais aguardados e a pergunta que não quer calar: De quem será o coração de Branca?

O Desapego Rebelde do Coração é aquele livro que te arrebata e quando vê já acabou, mas a bem da verdade, isso acontece quando leio qualquer coisa da Bianca, rs.

O livro trás Branca (uma das personagens femininas que mais amo) como protagonista.
A história se passa mais ou menos na mesma época em que O Descompasso Infinito do Coração, e a narrativa é dividida entre os pontos de vista de Lex, Branca e Rodrigo (em primeira pessoa).

Branca e Lex se casaram sem pensar muito no assunto, o casamento acabou, Lex foi embora e os dois ficaram com esse assunto mal resolvido.

O Rodrigo sempre teve uma paixonite pela Branca, que nunca deu bola pra ele, por ser mais novo que ela, amigo de seu irmão.
Mas ele cresceu, e depois da decepção de não ter sido correspondido pela Branca, ele decidiu criar uma autoimunidade no que se trata de relacionamentos, que são todos casuais e para ele está ótimo assim.


E quando Branca passar a enxergar o Rodrigo com outros olhos e nasce uma atração bem louca, ele vê uma possibilidade real de tentar algo que até então ele considerava improvável de acontecer.

Mas Lex volta, e como se isso não fosse suficiente, entra um bebê na equação, que pode mudar o rumo de tudo.


Isso é tudo que posso falar para vocês sem dar bandeira de com quem a Branca ficou, a quem pertence o coração dessa mulher tão independente.

Já li o livro todo com o coração na boca e tentando arrancar spoiler de uma miga ao mesmo tempo que queria a surpresa.

Claro que o livro se trata muito mais do que um triângulo amoroso, com a Bianca nunca é simples. Ela trata temas sérios com uma sensibilidade incrível, e tem tanto sentimento a cada página que é impossível não amar suas histórias.


Os outros personagens tão queridos da série estão presentes, afinal, eles são super unidos e cuidam uns dos outros, e já ficamos com uma pulga atrás da orelha sobre o rumo que vai tomar a história do Lucas, primo do Rafa (meu amor eterno), que será o protagonista do próximo livro da série cm previsão para sair no Amazon ainda este semestre!!

Acho que não conhecemos alguém completamente até ter a exata noção da quantidade de dor que essa pessoa carrega.

Resenha: Felicidade Invisível: Larissa Azevedo

Título: Felicidade Invisível
Autora: Larissa Azevedo
Páginas: 56
Amazon
Maeve MacCleury é a filha caçula de Brendon e Caylie MacCleury. Descendente de uma gigantesca e antiga família tradicional irlandesa, também de uma geração de "guardiões da Felicidade", ou como seus ancestrais a chamam “Crainn Chiara”.

Cada família de guardiões, incluindo a sua, é responsável por armazenar momentos de extrema felicidade em globos de vidro. Esses momentos, são resgatados apenas na véspera de Natal e colocados nos galhos de um enorme pinheiro escocês, exatamente à meia-noite, fazendo com que o mundo seja invadido por uma felicidade incomum, capaz de preparar a humanidade para encarar mais um ano.
O problema é que, depois de tantos séculos, as civilizações tornaram-se mais sérias, mais egoístas, com momentos de felicidade reais ficando escassos, assim como as árvores e todas as plantas. E a felicidade está em risco.Maeve precisa cumprir seu dever, faltam poucos dias para a véspera de natal e ela ainda não conseguiu. O mundo depende dela.
Mas o que ela não contava, é que Henrique, dono de uma felicidade revigorante, poderia balançar com a sua própria felicidade.

Maeve faz parte de uma das famílias guardiãs de Crainn Chiara.
Mora no Brasil com os pais e irmãos, outras famílias estão espalhadas pelo mundo com o mesmo objetivo: armazenar os momentos de felicidade, porém nem os guardiões ficaram imunes às coisas que tornam este mundo tão feio, egoísmo, vaidade e transformaram o legado das famílias em uma espécie de competição.

Mas não Maeve. Ela tem uma pureza, algo difícil de explicar em palavras, e faltando poucos dias para o Natal, ela ainda não conseguiu preencher nenhuma Felis (como ela chama o globo onde armazena os momentos de felicidade).


Ela vem acompanhando Henrique, um dançarino que em breve terá sua primeira apresentação, e acredita que para ele será um momento de extrema felicidade.

Henrique não sabia de sua existência, até que por um descuido ela fica visível para ele (ela tem esse dom de ficar invisível) e os dois acabam criando um laço de amizade.

Essa amizade deles já nasce de uma forma bonita e vai crescendo mais a cada dia, cada compartilhamento, e logo um já passa a apoiar e saber muito sobre o outro.



O conto é narrado pela Maeve, e li em alguns minutos, pois além de curtinho, a escrita da Lari é uma delícia de tão fluída!!

Uma atmosfera mágica cerca a história.
É impossível não gostar da Maeve e do Henrique, que são duas pessoas lindas, que apesar das adversidades ainda mantém essa fé no mundo, digamos assim, pois não tenho outra expressão para explicar.

Já quero muito mais dessa história que me deixou apaixonada e com gosto de quero mais, e me deixou com muita vontade de conhecer mais essa cultura linda que é a celta.


Ahh, e vou deixar a playlist aqui para vocês, está linda!!

Resenha: 7 Dias com Você, Aline Sant'Ana

Título: 7 Dias com Você
Autora: Aline Sant'Ana
Editora: Editora Charme
Páginas: 380
Compre: Amazon | Saraiva | Submarino
Em seu aniversário de vinte e sete anos, Carter McDevitt, o vocalista da banda The M's, vai ganhar o presente mais inesperado possível.
Seus dois melhores amigos e parceiros da banda, Zane e Yan, o colocam em um cruzeiro com o objetivo de fazê-lo esquecer totalmente a ex-mulher que, além de arrasar seu coração, levou metade dos seus bens embora.
Bem, o que o vocalista não espera é que nesse local serão realizadas estranhas fantasias, além de encontrar um fantasma do seu passado.

Já fazia um tempo que eu estava com o livro aqui e ainda não tinha conseguido ler por ter acumulado muitos de parceiros (ressaca literária é um saco!!).
aí foi divulgada a capa de 11 Noites com Você que trás outro personagem como protagonista, e eu soube que não poderia mais adiar essa leitura, aí quando li vi o quanto fui idiota de ter esperado tanto pra ler, rs.


7 Dias com Você nos apresenta Carter, vocalista da banda The M's, que faz enorme sucesso e ele está passando por um período difícil após um divórcio conturbado.
Sua ex levou metade de seus bens, mas o pior foi um coração partido que deixou pra trás.

Em uma tentativa de animá-lo, seus companheiros de banda e melhores amigos Zane e Yan decidem levá-lo para comemorar o 27º aniversário no Heart on Fire, um cruzeiro erótico com duração de 7 dias saindo de Miami.

Erin é uma modelo bem sucedida, mas teve um começo difícil, problemas com a família e apesar de tudo o que alcançou, é bem insegura e um pouco fechada, principalmente para relacionamentos.
Ela decide ir para o cruzeiro com Lua, sua louca e melhor amiga, afinal, que mal pode fazer um pouco de sexo casual? Não que fosse obrigada a isto durante o cruzeiro caso não quisesse.


Só que este cruzeiro trás mais surpresas que todos eles esperavam, e embora eu esteja louca para falar não vou dar spolier!!

O fato é que Carter e Erin juntos praticamente em combustão, e nem tudo será como esperam.

O passado dos dois nos é apresentado através de flashs, e a gente vai descobrindo como começaram as carreiras, as dificuldades que tiveram que enfrentar.


Todos os personagens citados são bem marcantes com suas personalidades bem peculiares, e cada um terá seu livro (obaaaa!!).

Ninguém saíra desse cruzeiro da mesma forma que entrou, e rolam fortes emoções, algumas revelações, momentos bem tensos e várias lágrimas, principalmente minhas no caso.

O livro é muito lindo e foi uma grata surpresa, eu ainda não conhecia a escrita da Aline e me apaixonei!!
O livro tem uma aura de sensualidade, tem cenas de sexo bem colocadas e alguns momentos que são tão fofos que dava vontade pe morder o Carter hahahah!!


A diagramação está bem linda, a Charme fez um trabalho incrível!!
Claro que tem uma playlist maravilhosa e em cada início de capítulo tem um trecho de música!!

O livro é narrado em primeira pessoa e intercala os pontos de vista da Erin e do Carter, e é praticamente impossível soltar o livro antes de terminar a leitura!!

Ahh, não poderia deixar de citar que também somos apresentados à vários cenários de tirar o fôlego!!!
Em um instante, o que não era nada se tornou tudo.

Tem playlist no youtube!! Vou deixar aqui para vocês!!


Resenha: Depois Daquela Montanha, Charles Martin

Título: Depois Daquela Montanha
Título Original: The Mountain Between Us
Autor: Charles Martin
Editora: Editora Arqueiro
Páginas: 304
Compre: Amazon | Saraiva | Submarino
Livro cedido pela editora para resenha
O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo.
Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida.
Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada.
Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado? À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas.
Publicado em mais de dez países, Depois Daquela Montanha chegará às telas de cinema em 2017, com Kate Winslet (de Titanic) e Idris Elba (de Mandela) escalados para os papéis principais de uma história que vai reafirmar sua crença na vida e no poder do amor.

Ben Payne é um ortopedista que está voltando para casa após um congresso.
Ashley é uma jornalista que está de casamento marcado para os próximos dias e está voltando também após uma viagem de trabalho.

Os dois nunca tinham se visto na vida, e se conhecem no aeroporto, mas por conta de uma tempestade que está se aproximando, o vôo que ambos estavam esperando (para o mesmo destino) é cancelado, e com a pressa para chegar logo em casa, acabam fretando um pequeno avião. Com sorte conseguiriam escapar da tempestade.

Mas as coisas não saem como o esperado, e Grover, o piloto sofre um ataque cardíaco e o avião cai.
Eles acabam no meio do nada, a aproximadamente 3.500 metros de altitude, completamente isolados e sem comunicação, feridos e com pouco alimento.
Quando o pior é uma possibilidade, é bom mantê-lo em perspectiva. Sem que a gente se esconda dele. Sem fugir. Ele pode acontecer. E, se e quando acontecer, é melhor ter pensado nele de antemão. Desse jeito, a pessoa não é esmigalhada quando o pior se torna realidade.
O estado da Ashley é bem pior que o de Ben, e ele precisa tirá-la de lá sem agravar o estado dela, tentar encontrar algo para se alimentarem e tem a questão do aquecimento, que é até difícil dizer se é o maior ou menor problemas dada a situação em que se encontram.
E eles também estão acompanhados do cachorro de Grover, que também sobreviveu à queda do avião.

Paralelo à situação deles, Ben vai contando sua história, relembrando o passado, o relacionamento difícil com o pai, como conheceu Rachel, sua esposa, mas ele esconde algo no que diz respeito à sua família.
Ele carrega uma dor, e não revela para Ashley o que aconteceu, e nós só descobrimos ao longo do livro também com os relatos dele.

O livro é fantástico!!
Além da agonia por tudo o que eles passam, e principalmente o medo do cachorro morrer (porque os humanos podem morrer mas o cachorro não, rs) e o medo de acabarem comendo ele também, tem essa aura de mistério sobre a família do Ben.

A Ashley encara a situação super bem apesar de tudo, da dor, da privação de comida e do café que ela ama, e ela mantém um bom humor que é fundamental para que Ben não desista.


Em alguns momentos achei tudo um tanto parado, mas no meio do nada e cercados apenas de neve não há muita coisa pra acontecer né? E em alguns outros várias coisas aconteciam em sequência, mas ficou bem equilibrado, e a leitura fluiu super bem.

A história é narrada em primeira pessoa pelo Ben, e gostei bastante da escrita do Charles.

Um livro lindo que fala sobre perdas, recomeço, perdão, não perdoar alguém, mas perdoar a si mesmo, e segundas chances, e como nem todo munda tem essa chance.

O final é bem emocionante, e gostei muito de como tudo aconteceu, e chorei muito quando algumas revelações foram feitas.

E a adaptação já está sendo filmada com a Kate Winslet e o Idris Elba no elenco! Já estou ansiosa!!


- Você e eu... nunca chegamos a terminar de verdade a nossa conversa, mas uma coisa eu posso lhe dizer: viver com o coração partido é viver semimorto, e isto não quer dizer que o sujeito esteja meio vivo. Quer dizer que está meio morto. E... isso não é jeito de viver.






Resenha: Ninho de Fogo - A Mestiça, Camila Deus Dará

Título: Ninho de Fogo - A Mestiça
Autora: Camila Deus Dará
Editora: Editora Arwen
Páginas: 268
Melane, uma garota de 16 anos que vive com a avó, descobre não apenas ser uma mestiça de bruxa e dragão, como também uma princesa em um mundo chamado Ninho de Fogo.Com ajuda de seu fiel guardião David, e o pequeno Jack, o garotinho de quase 300 anos de idade, ela volta para sua terra natal, descobrindo que o lugar está se despedaçando.Em um mundo de dragões, fadas e sereias, Melane terá que ser forte para a batalha que colocará em risco o mundo onde nasceu, enquanto tenta descobrir a quem pertence seu coração.Uma mistura de romance, aventura, guerra e salvação é o que te espera em Ninho de Fogo!

Melane tinha uma vida tranquila com a avó. Estudava, lia bastante e sua maior preocupação era uma garota chata que pegava no seu pé na escola.
Até o dia em que tudo muda.
Uma ameaça surge e David, seu vizinho e melhor amigo gato se transforma em dragão.
Um novo mundo é revelado à Melane, que descobre pertencer à ele.
Este mundo é Ninho de Fogo, e Melane é uma mestiça de bruxa e dragão e tem um imenso poder dentro de si, e ela não faz a menor ideia de como usá-lo.


Ninho de fogo está devastado depois que o Rei Ariel enlouqueceu e destruiu tudo, e só Mel com a ajuda dos aliados que encontra em Ninho de Fogo será capaz de salvar este mundo.
Melane tem uma importante ligação com o rei, e surge como sinônimo de esperança para o povo.


Fazia tempo que eu não lia uma fantasia repleta de seres mágicos assim, temos sereias. fadas, entre outros.
Não é meu gênero favorito, e Ninho de Fogo me surpreendeu positivamente, e olha que já comecei a ler com altas expectativas pelas ótimas recomendações que recebi!!

O que mais gostei na Melane foi ela aceitar o destino e quem ela realmente era sem mimimi, sem entrar em negação como vemos muito por aí.

Para mim o grande destaque no livro foi o Jack, um dragão com mais de 300 anos de idade e com aparência de aproximadamente 11, há um mistério que o envolve e que não foi revelado, e ele foi o personagem que mais gostei!!


Sempre tem algo acontecendo, o que não deixa o livro monótono, e várias batalhas acontecem, planejamento, revelações, decisões à serem tomadas.
Uma reviravolta acontece que me deixava tipo, MEUDEUSDOCÉUQUEQUEÉISSO??!!
Tem um pouco de romance, mas não é o foco da história, é apenas algo natural, que tinha que acontecer de uma forma ou de outra.

A narrativa é super fluída e em primeira pessoa pela Melane e Jack também narra poucas vezes quando necessário.

Gostei muito do livro e mal posso esperar para ler o segundo já que este termina com uma revelação que muda o rumo de tudo!

Ahh, e não poderia deixar de falar da diagramação que está super linda, como dá pra ver pelas fotos!!



"Você ama quem você ama", mas e se quem você ama não for a pessoa certa? E se você não sabe se realmente ama essa pessoa? E se você não quiser amar essa pessoa? Se você já tem alguém a quem amar?

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.