Especial Meu Erro, Cinthia Freire #Dia6

17 setembro 2016




Oi pessoal.
Infelizmente nosso especial está chegando ao fim, mas nem por isso quer dizer que as novidades sobre Meu Erro e as outras histórias maravilhosas da Cinthia quer dizer que acabarão.
Nãoooooo com certeza ainda teremos muitas e muitas outras novidades lindas para vocês aqui, então fiquem ligadinhos.

Mas como não poderia deixar de ser diferente, hoje teremos uma mega entrevista linda com a autora.
Todos os blog's participantes se reuniram e enviaram suas perguntas.
Então confira aqui essa entrevista linda com a Cinthia Freire:









Graziela Lancellotti - Como você explicaria a inspiração para a construção desses personagens? Independente de serem sobre pessoas reais conhecidas ou fatos, seus julgamentos morais são influenciados pelo desenvolvimento emocional da história ou você mantém um distanciamento crítico e racional? http://www.viciadosemleitura.blog.br/

Olá Graziela, eu procuro não fazer julgamentos, aliás uma das questões abordadas em Meu Erro é exatamente o peso que um julgamento tem na vida de uma pessoa, e o que ele pode causar nessa vida. Portanto eu sempre me abstenho da minha opinião pessoal quando estou escrevendo uma história e passo a ver a situação com o máximo de imparcialidade possível, só assim poderei mostrar diversos pontos de vista sob uma mesma história.


Simeia S. Perpetuo - Olhando pelo meu ponto de vista de espiã leitora, porque ainda não li Meu Erro, os dois livros Um Novo Amanhecer e Meu Erro tem aquele mesmo toque de lutar por quem se ama até o fim, mesmo que isso lhe faça perder um pouco da sua própria vida e que você escute opiniões contrárias. E claro que a carga de drama está bem parecida, aquela que nos faz morrer de tanto chorar e soluçar. Tem muita diferença entre os dois livros, nos conflitos e sentimentos vividos pelos personagens, além do toque mais sombrio? www.sentaaileitor.com.br

Olá Siméia, você fez uma observação muito interessante, embora sejam livros bem diferentes já que Um Novo Amanhecer é um sick lit ( livro sobre doença) e o meu Erro é um New Adult, ambos tem personagens com grandes cargas emocionais e coragem para lutar por aqueles que amam, acredito que isso seja uma característica geral das minhas histórias, até mesmo Antes dos Vinte que é uma comédia romântica possui uma carga de emoções fortes. Tudo isso porque eu acredito que o amor é o sentimento que move o mundo, todos desejam amar e serem amados dessa forma avassaladora que encontramos nos livros... coisas de um coração pra lá de romântico rsrsrs


Fernanda Braga - Suas histórias de amor possuem muitas doses de realidade e exemplos de obstáculos que enfrentamos em nossas vidas. São pessoas que lutam por sua felicidade e fazem de tudo pelo seu amor. Você acredita que o que faz seus leitores gostarem de suas histórias é a esperança de viver um amor assim? De acreditar que é esse sentimento o maior presente que pode existir? 
http://www.matoporlivros.com.br/

Olá Fernanda, eu acredito que todo mundo sonha em encontrar um amor de verdade, principalmente nos dias atuais onde os sentimentos parecem ter sido banalizados de tal forma que a palavra “amor” parece ter perdido seu real significado. Desejo do fundo do coração que mais e mais pessoas leiam e se identifiquem com minhas histórias. O mundo anda precisando muito de amor.


Angélica Felix Lima Como é o processo criativo? Você tem algum ritual para escrever, algum planejamento? 

Olá Angélica, eu não tenho um padrão a ser seguido, mas posso te dizer que cada livro tem a sua personalidade e eu acabo me moldando a ele. Um Novo Amanhecer por exemplo foi escrito praticamente inteiro durante as madrugadas, já Meu Erro foi um livro escrito praticamente sem parar, eu chegava a ficar 12 horas seguidas escrevendo. Eu costumo dizer que eu me entrego a escrita e permito que ela siga seu fluxo da maneira que deve ser.


Joyce Penedo Como foi a pesquisa para a construção de protagonista de meu erro, ele veio com uma carga emocional muito grande além do fato do vicio?

Olá Joyce, foi muito dificil, porque eu precisei buscar o outro lado da dependência química, na internet achei coisas muito técnicas e relacionadas a tratamentos, mas para criar um personagem que é um dependente químico eu precisei tentar pensar como ele se sentia diante do prazer que aquela substancia lhe oferecia, eu precisava buscar “ o lado bom das drogas” ( não que exista esse lado) mas eu precisava saber o que se passava na cabeça do Gabe além dos sintomas que o corpo apresentava, por isso foi muito dificil, mas espero ter alcançado meu objetivo e espero que os leitores consigam compreender e entender o sofrimento psicológico e físico que é a vida de um dependente químico.

 
Mylena Suarez Blog gata leitora pergunta: A seu ver quais os maiores entraves para um escritor publicar um livro no Brasil?

Olá Mylena, acredito que é o espaço, embora o mercado literário nacional esteja cada dia mais aberto para nós, ainda tem uma grande concorrencia e uma dificuldade imensa em conseguir uma boa editora para publicar.


Kelly Alves Alguns autores usam planilhas e arquitetam toda a sua trama e criação. E você? Se utiliza desse artefato ou a ideia surge e você vai escrevendo conforme os meninos vão criando vida?

Olá Kelly, eu não uso planilha, não tenho um metodo de escrita e só a pouco tempo descobri que existe uma ferramenta no word para contar palavras rsrsrs
Quando decido escrever uma historia eu geralmente sei como começa e como termina, o resto vai fluindo de acordo com a criação, geralmente deixo meus personagens me guiarem por onde eles querem.



Daya Maciel - Quando se deu conta de que queria ser escritora?

Olá Daya, descobri que queria ser editora no dia em que finalizei Meu Erro, eu estava tão apaixonada por esse casal que tudo o que eu queria era que outras pessoas pudesse conhece-los também.


Quais são suas manias e obsessões literárias?

Eu não tenho manias, okay acho que todo leitor tem uma mania pelo menos né rsrsrs eu sempre leio o primeiro capitulo de um livro, tiro todos do plastico e adoro usar a orelha para marcar paginas.


Qual o maior inimigo de um escritor?

Acho que o maior inimigo do ser humano é o ego, é se achar mais importante que os demais por qualquer motivo, seja um cargo mais elevado, um carro novo ou uma carreira, deixar de dar atenção ao leitor ou tratar mau um colega de profissão, achar que somos concorrentes em um mundo em que a leitura de um livro dura em media quinze dias é algo que eu não consigo entender, há espaço para todos e se ao invés de achar que somos inimigos, os autores se unissem, talvez as coisas estivessem um pouco melhores.


Na sua opinião. Que defeito é capaz de destruir ou comprometer um livro?


Essa eu vou responder como leitora, porque sou daquelas bem chatas que presto atenção a cada furo na história, para mim a falta de pesquisa, dialogos pobres e erros de continuismo são fatais. Por isso sempre que me pedem uma dica para quem vai começar a escrever uma história eu digo sempre: pesquisem muito sobre o que vão escrever e leiam incansavelmente seus livros antes de ter certeza que ele está bom, e quando tiverem certeza... leiam mais uma vez rsrsrs


Ariane Eleuterio Como vc conseguiu publicar seu primeiro livro?

Olá Ariane, eu publiquei Um Novo Amanhecer pela editora Novo Seculo, pelo selo novos talentos que é destinado a autores iniciantes da literatura nacional.


Mirela Motta Quanto tempo você demora em média para escrever um livro?
www.cincogarotasexemplares.com.br


Olá Mirela, isso é muito relativo, mas independente de quanto tempo ele demora pra ser escrito, entre o primeiro ponto final e o momento em que eu me sinto preparada para mostrar ele para o mundo tem um longo caminho a ser percorrido, entre escrita, pesquisa, revisão, leitura beta ( geralmente são 10 leitoras), revisão final, revisão profissional e finalização vai em média seis meses, as vezes mais. Eu só finalizo um livro quando tenho em meu coração que já explorei tudo o que aquela história poderia me proporcionar, não me importa o tempo que for.


Como vocês podem ver é impossível não se apaixonar pela Cih e por suas histórias. Agora que já conhecem um pouco mais sobre ela, aproveitem a chance e corram para conhecer também suas histórias pois é garantia de muito amor.
Esperamos sinceramente que tenham gostado desse especial que preparamos com todo o carinho para vocês e que se sintam tocados por essa obra como nós sabemos que ela é capaz de emocionar.
Beijossss


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
A. Libri © Copyright 2017 ♥ Ilustração by Vexels.com ♥ Design by Kris Monneska.