segunda-feira, 4 de julho de 2016

Resenha: Um Novo Amor à Vista, Cláudio Quirino

Título: Um Novo Amor à Vista
Autor: Cláudio Quirino
Editora: Madras Editora
Páginas: 168
Compre: Saraiva | Amazon
Darla é uma típica mulher moderna brasileira – determinada, trabalha, pega condução, tem seus sonhos secretos e ainda está enquadrada na categoria consumidora compulsiva, mas só tem um probleminha: o seu pequeno salário não é suficiente para as suas grandes necessidades. Diariamente tentada pelas propagandas das grifes e incapaz de ignorá-las, ela sempre acaba indo ao encontro de inúmeras bolsas Gucci, burberrys, sapatos Prada, óculos Dolce & Gabbana e suas próprias extravagâncias.

Para variar, o seu namorado de seis meses – Greg – acaba de sair de casa e abandoná-la. Disposta a controlar a sua solidão comprando (mesmo que, para isso, seu nome continue no vermelho), Darla vai, aos poucos, se envolvendo numa série de situações divertidas, otimistas e surpreendentes, capazes de arrancar risadas, à medida que seus pensamentos se decifram aos olhos do leitor. Um Novo Amor à Vista trata, em primeira mão, de cada um dos principais dilemas que afetam o universo feminino e trabalha a autoestima, com um tom cômico, sincero e espontâneo.

Em seu primeiro romance chick-lit, Cláudio Quirino revela um mundo completamente familiar e entrega personagens marcantes, simpáticos e um primeiro livro planejado.



Um Novo Amor à Vista é um delicioso chick-lit que conta a história de Darla, uma mulher jovem, independente, moderna e totalmente consumista.
Ela trabalha como vendedora em uma loja, mas seu salário não é suficiente para suprir todas as suas necessidades. Resultado: vive atolada em dívidas!

Darla fica arrasada quando Greg, que era seu namorado de sei meses, bonito, charmoso, a abandona, e não bastasse isso: diz coisas horríveis pra ela.
Elas só quer ficar em casa e se acabar em comida, mesmo com toda a preocupação que ela tem com seu corpo.

Ela tem duas melhores amigas, Vick e Cristina, que sempre a apoiam, mas que apesar de amá-las, Darla sente uma pontinha de inveja pela estabilidade financeira que elas tem, e que ela imagina que jamais terá, apesar do seu sonho de ser rica e comprar tipo, tudo o que ela precisa/quer.



Quando ela já está se sentindo o cocô do cavalo do bandido, pois está endividada, abandonada pelo namorado e ainda chega atrasada no trabalho em um dia que jamais poderia chegar atrasada, pois é fim de ano e nessa época a loja dá mais movimento, Darla é chamada pelo chefe para uma conversa, que ela já imagina que se trata da sua demissão. Só lendo vocês vão saber o que se trata!

Só que a vida ainda reserva muitas surpresas para Darla, e durante uma viagem, ela conhece o bonito e acima de tudo gentil Diego, que de repente vira seu mundo de cabeça pra baixo, fazendo ela se sentir melhor do que jamais se sentiu, mas tudo só tem um problema: logo ela irá embora.

A forma que ela conhece o Diego é bem inusitada, mas não vou falar aqui senão perde toda a graça, mas é realmente bem diferente.

O livro é narrado em primeira pessoa pela própria Darla, o que nos permite entrar na cabeça dela totalmente e nos garante boas risadas!
A narrativa é bem leve e divertida e a escrita do Cláudio bem fluída!

Os personagens secundários também são uns queridos, como as amigas Vick e Cristina, a Bruna que ela conhece na viagem e que a leva a cometer várias loucuras, o Diego, que além de ser um gato, é super gente boa, batalhador, gentil, e nossa, deixa eu parar né?!

A essência de Darla não muda, mas ela percebe que a vida não gira em torno do cartão de crédito, e foi uma personagem com a qual me identifiquei bastante, pela parte de ser consumista. No meu caso são livros em vez de roupas e sapatos, mas enfim só, preciso aprender a me controlar! Rs.

Obviamente a história e bem leve e divertida, tipo, muito divertida, aquele liro para ser lido para curar uma depressão depois de um livro muito tenso, e eu super recomendo!

Aí você pode pensar: mas como é possível um homem escrever chick-lit:
É gente, é possível e um dos melhores que já li. Quem me conhece sabe que não consigo ler chick-lit de algumas autoras consagradas, tipo Sophie Kinsella, Marian Keys, mas mesmo assim o gênero é meu predileto, e o Cláudio entrou para a lista de autores queridinhos de chick-lit!

A capa do livro é a coisa mais linda do mundo, como podem ver na foto ali em cima, e a diagramação também está linda demais, com detalhes a cada início de capítulo!








2 comentários:

  1. olá, tudo bem?
    Já ouvi falar do autor, mas não conhecia esta obra.
    A sinopse da história me pareceu legal, um livro que com certeza leria.
    Um trabalho de diagramação muito bem caprichado, adorei.

    PROMOÇÃO DOIS ANOS DO BLOG BIO-LIVROS

    ResponderExcluir
  2. Olá linda tudo bem?
    Já fazia um tempo que não passava aqui em seu blog e resolvi vim aqui sem compromisso, porque estava passando por alguns blogs conhecidos e novos também.

    Enfim...

    Quando me deparei com sua resenha sobre esse livro eu fiquei bastante interessada por se tratar de um chick lit. O autor até me deu o livro de presente de aniversário, mas eu ainda não o li por falta de tempo mesmo. Mas estou bem curiosa e pretendo ler ele em breve, porque eu preciso ler, estou precisando de livros assim descontraídos, pois ando bem down viu? Mas adorei a maneira como tu abordou sua opinião e tudo que sentiu ao ler. Pelo menos dá pra dar boas risadas com ele. Espero poder gostar muito.

    =]

    https://lovereadmybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Copyright © A. Libri | Layout e personalização por VR Design