sábado, 16 de abril de 2016

Resenha: Profundo, Robin York

Título: Profundo
Título Original: Deeper
Autora: Robin York
Editora: Editora Arqueiro
Páginas: 320
Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. De uma hora para outra, sua reputação é arruinada e o futuro promissor que a aguardaria após a faculdade já não parece tão garantido. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, procura se defender da multidão de pessoas que a julgam.
Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa e dá uma surra em seu ex-namorado, tudo muda. À primeira vista, West Leavitt é a última pessoa de quem Caroline deveria se aproximar – ele tem um ar sombrio e ganha a vida de forma ilícita. Ela, por sua vez, é o tipo de garota que West sempre tentou evitar. Rica e privilegiada, jamais entenderia as dificuldades pelas quais ele já passou.
Mesmo com todas as diferenças, os dois se tornam amigos. Com Caroline, West sente que fará de tudo para ser um homem melhor, e ela encontra nele a força para reagir. Quando parece impossível resistir à paixão avassaladora, West e Caroline descobrem que às vezes a única opção que resta é ir mais fundo.



Logo que vi que esse livro seria lançado fiquei LOUCA por ele, principalmente pelo tema central, que nunca li nada sobre.

A vida de Caroline sempre foi boa, filha mais nova de um pai solteiro e amoroso, sempre teve tudo o que precisou, mas vê sua vida mudar completamente quando recebe por mensagem um link de um site com fotos íntimas suas.

O autor desse ataque virtual é Nate, seu ex e primeiro namorado, que não se conformou com o término, e achou que essa seria uma boa vingança.

Caroline começa a sofrer ataques virtuais, e se hostilizada por mutas pessoas do seu convívio, até mesmo porque Nate divulgou seu nome, onde estuda e tudo o mais.
Ela começa a se sentir culpada pelo ocorrido, a achar que deveria ter tido mas cuidado, mas afinal, ela amava e confiava em Nate, jamais imaginou que ele faria uma coisa dessa.
Eu tinha 18 anos e achava que o amava. Devia ter tido mais cuidado, mas não tive.
West não teve uma infância fácil, entre problemas com os pais, ter tido várias restrições ao longo desse período, ele lutou para tentar conseguir algo para si e para a irmã mais nova.
Ele se muda para cursar a faculdade, que é onde tem o primeiro contado com a Caroline.

Depois desse primeiro contato, por mais de um ano ele não se falaram mais, até que um dia West não aguenta ver o que Caroline vem passando (ele tem seus motivos para isso), e dá uma surra em Nate.

Caroline fica confusa, afinal, como um cara que mal a conhece parte em sua defesa?

Mas West não é o tipo de cara que Caroline quer em sua vida e nem pode ter (proibição do seu pai), ele é um verdadeiro bad boy, é encrenqueiro, vende maconha, mas também é um batalhador, seus outros trabalho contrastam bastante com a vida de traficante, mas ele precisa do dinheiro (não que vender maconha seja o correto).

Só que em meio à toda a hostilidade que vem sofrendo, além de Bidget, que é sua amiga e Krishna que é um amigo e colega de quarto de West, o próprio West parece não se importar com o que houve, digo com Caroline ter feito as fotos, o que o deixa puto é o fato de Nate ter divulgado.

Caroline depois que as fotos foram divulgadas junto com todos os seus dados, passa a viver com medo, principalmente de sair na rua, e passa a ouvir as vozes de homens a chamando de vagabunda, entre outras coisas, e passa a dedicar seu tempo em rastrear esses links e tentar eliminar tudo isso da internet, para que isso não prejudique sua carreira, que ela nem sabe se poderá ter, ou como será depois disso.

Apesar de ser algo proibido, Caroline e West começam a se aproximar, com ele ela sente que pode ser ela mesma, sem ter que fingir o tempo todo que está tudo bem, quando na verdade tudo está uma merda, e é aí que nasce uma não-amizade.
E vai ficando cada vez mais difícil resistir à crescente atração entre os dois, e eles tem que tomar a decisão de se entregar ou não.


O título profundo faz jus ao enredo do livro, Vingança Pornô não é um tema fácil de ser trabalhado, mas a autora o fez muito bem.
Morri de ódio do Nate e de todas as pessoas que jugaram, ofenderam a Caroline por algo que não era culpa dela.

O pior de tudo é que esse tipo de coisa acontece a todo momento, e a vítima sempre leva a culpa, a mulher é sempre taxada de vagabunda e coisas piores, pessoas que acham isso: acordem, vocês tem que culpar quem expôs esse tipo de coisa. Se deixar fotografar, ou se fotografar sem roupa, ou fazendo sexo, ou qualquer coisa do tipo, não faz de nenhuma mulher vagabunda nem nada, agora divulgar sem a autorização da mulher mostra muito do caráter de quem fez, e coisa boa não é.

Caroline não teve culpa de nada, mas mesmo assim se sentia culpada. Acho que o seu maior erro não foi deixar o Nate tirar as fotos, mas sempre tentar agradar todo mundo desde sua família até aquele ordinário, e foi por isso que ela deixou ele fazer as fotos, ela acreditava nele, e queria fazer algo bom pra ele.
Não consigo nem imaginar o que é passar pelo que ela passou, então quem sou eu para dizer algo?

Mas enfim, a Caroline tem uma força que nem ela sabia possuir, e o West foi um porto seguro em sua vida, junto com Bridget, Krishna e Quin, eles foram muito importantes nesse processo de entender que a culpa não é dela, e ela amadurece muito durante a história.

Caroline e West me cativaram demais, e me envolvi completamente com a história dos dois, torci muito, e amei o desenvolvimento do relacionamento deles.

Os capítulos são alternados entre os pontos de vista dos dois e em primeira passoa, e a narrativa da Robin é muito fluída, apesar dos capítulos não serem tão curtos assim, eu lia super rápido para saber logo o que viria em seguida.

As cenas de sexo são bem colocadas, coisa que mais gosto nos livros, pois não tiram o foco da história, eu diria que até meio que fiquei ansiosa para elas acontecerem, a autora não mede palavras também, mas sem utilizar uma linguagem chula.

Um livro mais que recomendado e mal posso esperar para ler Intenso, que é a sequência, e já está comigo e não sei por que ainda não li.
Cuidado com o que você põe na Internet. Cuidado com o que você faz nesta era digital. Não se permita se tornar uma vítima, porque, se isto acontecer, a culpa é sua. O erro é seu.
Talvez eu esteja traumatizada. Talvez esteja sento irracional. Sei lá. Mas eu quero West. Qualquer versão dele que eu possa ter, de qualquer forma que ele me dê.
Quero que ele me mostre qual é a sensação de ir mais fundo.

11 comentários:

  1. Tinha visto alguns blogueiros comentarem a respeito desse livro mas ainda não tinha lido nenhuma resenha.
    Confesso que antes não tinha nenhum interesse por esse livro, mas após ler sua resenha já até o anotei na wishlist rsrs
    ótima resenha
    Beijos

    blog-myselfhere.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem? Gostei muito da sua resenha e tenho interesse no livro, mas como ele tem continuação vou esperar um pouquinho. Beijoooos!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Angélica!
    Eu já li o livro e achei super legal a autora ter aborda esse tema que é uma coisa que vemos acontecer com bastante frequência atualmente. A Caroline é uma personagem bem legal, mas eu não tive a mesma empatia pelo West, ele conseguiu me estressar um pouco durante a leitura! rsrsrsrs

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  4. Oiii, tudo bem?
    Tive a mesma reação diante do lançamento dessa obra, até então ainda não tive oportunidade de realizar a leitura e isso tá me deixando louca, com essa sua resenha só aumentou minha vontade, com toda certeza irei comprar.
    Beijão

    ResponderExcluir
  5. Oi oi, como vai?
    Ainda não tinha visto o livro e assim como você fiquei curiosa por causa do tema central, achei incrível falarem disso em um livro.
    Amei ler sua resenha e fiquei mais curiosa ainda. Sei que vou mergulhar de cabeça na história e curtir muito.
    Espero poder ler em breve! Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Participei junto com outros blogueiros da blogagem coletiva onde anunciamos esse livro, achei legal a iniciativa da editora, e foi através dessa campanha que me aprofundei mais no assunto: Vingança Pornô. Mas, como o livro não faz meu estilo literário, em não solicitei pra resenha. No entanto, fico feliz por estar lendo uma resenha dele, afinal um tema tão polemico temos que dar a atenção merecida.
    Ótima resenha
    Abs
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bem? Não sou muito fã do gênero, mas algumas premissas me interessam. Como essa, por exemplo. Fiquei curiosa pra ler e adorei que a arqueiro lançou os 2 de uma vez.

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Eu estou louca para ler esse livro, principalmente por se tratar de um tema que infelizmente tem sido muito recorrente :s , quero muito ler o ponto de vista dela, saber o que ela sentiu e passou e claro, ver como esse outro personagem problemático vai ajuda-la a lidar com isso. Adoro personagens assim *-*

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Fiquei interessada pela historia de West e Caroline! :) Ah, quero ler a obra! ^^
    Beijos, Min - www.yasminbueno.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, desdo lançamento dos dois livros da série fiquei morrendo de vontade de lê-lo e ver como a autora trabalhou esse tema que é tão serio e tão pouco explorado e pela sua resenha deu para perceber que ela soube colocar a intensidade dos sentimentos e angustias da protagonista e ao mesmo tempo mostrar que o erro não foi dela *-* Espero poder lê-los em breve.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?
    Ai, guria. Eu ainda não tinha ouvido falar nesse livro, mas só de ler a sinopse e sua resenha já fiquei enlouquecida querendo comprar hehehe adoro romances mais adultos e esse tema chama bastante atenção né, gostaria de ver como a autora tratou esse tema na obra. Depois te falo o que achei.
    Beijões <3

    ResponderExcluir

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Copyright © A. Libri | Layout e personalização por VR Design