domingo, 26 de abril de 2015

Resenha: Uma Canção Para a Libélula, Juliana Daglio

Título: Uma Canção Para a Libélula
Autora: Juliana Daglio
Páginas: 238
Editora: Editora Deuses
SKOOB
Adquira: Loja da Editora
Era uma comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a Menina e a Libélula se viram pela primeira vez. Assombrada por um medo irracional da Morte, a Menina é marcada por esse encontro para o resto de sua vida. Compõe então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula.Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando seu destino: Uma doença, uma viagem e um reencontro. Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta. De Londres a São Paulo, dos Palcos aos Lagos. “Uma canção para a Libélula” é a história de uma alma perdida e de sua busca por quebrar o casulo de sua existência, para só então compreender o sentido da própria vida. Este livro é um profundo mergulho em uma mente nebulosa, permeada por lagos obscuros e pela inusitada morte; não havendo sequer esperanças.

Vanessa tem uma boa vida em Londres, tem um namorado legal,vive na casa dos tios e é muito amada por todos, mas desde o início já dá para perceber um certo vazio nela.
Quando criança ela passou por muitas adversidades (que são reveladas no decorrer da história), até ser resgatada por sua tia Lorena, irmã de seu pai.

Excelente pianista desde a infância, agora está começando fazer o sucesso que merece, além de uma proposta de casamento que ela está disposta a recusar.
Ás voltas de gravar um álbum e iniciar uma turnê pela Europa, Vanessa recebe uma notícia que a fará voltar ao Brasil, o que a deixa tensa, apreensiva, totalmente reclusa e até mesmo agressiva.

Quando chega ao Brasil, o que já estava ruim piora, pois Vanessa irá reencontrar a pessoa que mais teme no mundo, Valéria, Sua mãe.
Lembranças do passado a atormentam com mais intensidade, além das agressões verbais por parte de Valéria.
Seu porto seguro não tão seguro assim por conta de eventos do passado, é seu pai, seu irmão Alex e também Vitor, um amigo de infância que por acaso Vanessa reencontra em Londres dias antes de voltar ao Brasil.

Mas Vanessa não está bem, nega que está mal, não aceita ajuda e se afunda cada vez mais nessa tristeza que sempre a acompanhou.
Todos viam minha calma e quietude como uma qualidade, mas no decorrer de minha vida ela já tinha sido abordada com outros nomes e outros tons de voz.
Já faz mais de uma semana que terminei a leitura e não conseguia escrever a resenha, o livro mexeu muito comigo e senti uma empatia sem tamanho pela Vanessa. Sabe aquela personagem que está tão mal que você sente uma necessidade de ajudá-la? Então a Vanessa foi para mim uma dessas personagens.

O que ela passou durante a infância nas mãos da Valéria, ninguém merece passar e é triste pensar que realmente existem mães como ela. Não pelos mesmos motivos, mas por atitudes parecidas.

A Valéria é uma pessoa doente e afundou a filha junto. Ela culpa a Vanessa por algo que a moça não fez e desde o nascimento ela sofre por isso. Pelo egoísmo dessa mulher que deveria amá-la mais que tudo, afinal, não é isso que as boas mães fazem? As boas mães que conheço fazem isso.
E a Vanessa sofreu muito com a rejeição a vida toda. Sofreu com as agressões, com palavras que machucam. Sorte ela ter uma tia tão boa quanto a Lorena, que a levou para longe de tudo isso dando à Vanessa a chance de recomeçar.
Infelizmente algumas feridas são tão profundas que não há cura.
Não há motivos para seguir em frente, não há galhos a se apoiar quando se cai de cabeça no abismo dessa vilã. É um câncer na alma, que ganha força com sua fraqueza, com sua entrega à fraqueza.
Como eu disse, o livro mexeu muito comigo e é até complicado falar dele, pois isso a resenha talvez esteja um tanto confusa, espero que não.

A história toda é bem triste, tudo que a Vanessa passou, e o final me deixou mais ansiosa ainda, pois logo será lançado Uma Canção Para Libélula - Parte II, e espero que a Vanessa consiga se libertar das garras da vilã cinzenta que tem sido sua companheira por tanto tempo.

Sobre a escrita da Juliana só posso dizer que nos prende do início ao fim, li o e-book em 2 dias, e geralmente demoro mais que isso para ler e-books.
O livro é narrado em primeira pessoa pela Vanessa, e senti tudo junto com ela, cada angústia, cada medo.

Se você goste de histórias tristes, em que os personagens sofrem bastante, leia Uma Canção Para a Libélula. Se você não gosta leia mesmo assim, pois apesar de toda a angústia que senti durante a leitura, é um livro encantador.


Beijos!

13 comentários:

  1. Parece que Vanessa é uma personagem bem densa, né? Gosto de livros assim e já faz um tempinho que quero ler esse. Adorei a capa e o título, tão poéticos.
    sua resenha me passou a ideia que as personagens são bem trabalhadas e desenvolvidas. Eu vi a Boca do Jacaré nessa história?
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  2. O livro da Juliana é simplesmente maravilhoso. A narrativa flui de uma forma muito legal e ela consegue abordar a depressão de uma forma que não deixa o leitor assustado, mas faz com que ele se sinta parte da história.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá! Não conhecia o livro, mas parece ser incrível. Melancólico, forte e arrebatador. A Vanessa parece ser uma personagem muito sofrida, mesmo. Estou curiosa para saber que rumo sua vida tomará. Vou procurar mais informações sobre o livro. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Lindaaaa! Amei estar aqui, amei essa resenha, e me sinto muito feliz por saber que o livro mexeu com você assim.
    Espero que o segundo mantenha isso! Um grande beijo e obrigada pela oportunidade <3

    ResponderExcluir
  5. Eu também me envolvi demais com a personagem, é muito doloroso e muito verdadeiro os sentimentos descritos no livro. A Ju teve uma sensibilidade e sabedoria para transpor pra nós os sentimentos da Vanessa, um livro lindo, reflexivo e melancólico, mas ainda assim maravilhoso!!
    Parabéns pela resenha, te seguindo ;)
    www.clubedolivro15.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oii.
    Fiquei super interessada nesse livro, já li várias resenha positivas , eu particularmente gosto de histórias tristes e dramáticas, pois faz refletir sobre a vida, quem sabe eu tenha a oportunidade de lê-lo algum dia desses.

    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Já faz tempo que eu estou afim de ler esse livro, já havia lido outra resenha e fiquei curiosa com o fato dela não se dar muito bem com a mãe. Se o livro mexeu assim contigo então ele é ótimo! haha

    http://ocasulodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Angélica.
    Gostei da sua resenha.
    E apesar de não ser meu estilo favorito de leitura, fiquei bem curiosa com essa, ainda mais por ser nacional. Me lembrou um pouco de um livro da Danielle Steel que eu li há algum tempo, detesto quando a personagem principal sofre tanto, mas é tão bom quando superam as adversidades e dão a volta por cima. ^^

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oiee, tudo bem?

    Já vi várias resenhas legais sobre esse livro. To curiosa para ler, parece ser bem emocionante. Eu adoro um bom drama =P

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  10. amei a personagem só pelo fato de ser pianista, algo que também sou :D
    fiquei muito curiosa, parece ser um livro realmente envolvente, adicionei a minha lista de leitura.Excelente resenha!

    ResponderExcluir
  11. Olá =)

    Esse livro é muuuuito bom! Mal posso esperar pela continuação dele! Adorei a escrita da Ju e a história é bem emocionante. Parabéns pela resenha :}

    Beijos
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oláá
    Adoro histórias tristes então acho que funcionaria o livro comigo, fiquei bem curiosa e com certeza lerei se tiver oportunidade, sua resenha está ótima ;

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Angelica
    Nossa que livro triste... :/ Fiquei curiosa com a historia e a resenha não está confusa nao, nao se preocupa haha da pra entender o que você sentiu ao ler.
    Não conhecia o livro, mas acho que não posso ler agora, pelos momentos complicados que estou passando.
    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Copyright © A. Libri | Layout e personalização por VR Design